Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

DESCABAÇANDO O RABÃO DA IRMÃ NINFETA A FORÇA.

Descabaçando o rabão da irmã ninfeta a força.rnrnEste relato que vou contar é extremamente verídico, aconteceu a 5 anos atrás, na época eu estava com 19 anos. Bem, sem mas delongas vamos ao quer interessa.rnTudo aconteceu quando passei no vestibular de engenharia, e fui morar na capital do meu estado com meu pai, que era separado de minha mãe, e tinha outra família que eu fazia muito tempo que não via. Quando chequei a casa de meu pai, já fui gostando de cara, parecia o céu, nunca tinha visto tantas mulheres lindas juntas, a começar pela Rubia mulher de meu pai uma coroa de 42 anos com um bundão enorme e bem malhada, certo dia ouvi ela dizer a uma amiga que tinha um quadris 102Cm, ela é de dar inveja a qualquer menina de 15. outra beldade é sua Filha Lili, uma morena clara de 19 anos, a coisa mas linda que vi na vida, e também com uma bunda enorme, maior que a da mãe, cintura fina, seios médios,coxas bem grossas, uma loucura.rnA parti daí passei a brexa-las tomando banho, trocando de roupa, e a punhetar-me todos os dias.rnQuando era noite, sempre ia ao quarto da minha irmã que dormia sempre de bruços, com uma calcinha mínima e transparente, deixando aquele sonho de bunda todo a mostra. Me masturbava tocando na sua bunda e buceta, e esfregava meu pau na sua bunda ate gozar, voltava para meu quarto e dormia. O estupro aconteceu quando minha irmã, que mim odiava, fez meu pai tomar-me o carro e cancelar minha mesada, a parti daí quis vingança. Passei a segui-la, e descobri que logo ela que posava de santa, tinha um caso com um amigo do meu pai, um cara casado.Tirei umas fotos dos dois, voltei pra casa e mandei revelar as votos. 2 dias depois as fotos ficaram prontas. No outro dia de manhã meu pai e minha madrasta saíram cedo pra trabalhar, ficando nás dois a sá pois a empregada estava de folga . quando acordei tomei um banho e fui tomar café , minha irmã já estava na mesa com seu mau humor, perguntei por nosso pai e ela mal respondeu, então decidi que aquele era o momento de me vingar. Pequei as fotos no quarto e as mostrei, na mesma hora ela começou a chorar e rasga-las, comecei a da gargalhadas e dizer que ela era uma vadia muito burra se achava que eu não tinha outras alem do negativo. Ameacei mostra tudo pra sua mãe, meu pai , e por corno do seu namorado.nesta hora ela chorando muito ajoelhou-se aos meus pés pedido clemência, meu pau nesta hora quase estoura dentro das causas vendo-a naquela situação. Então a levantei pelos cabelos e disse que a única forma de não contar era ela deixar-me vela nua,ela na mesma hora protestou , mas eu a ameacei e ela concordou. A levei para meu quarto, deixei-a de pé perto da porta, sentei-me na cama e ordenei ela tira a roupa peça por peça, ela chorava muito e eu comecei a dar os comando dizendo tira a brusa sua putinha que eu quero ver os seus seios, ela obedeceu, seus seios eram lindos e os bicos estavam bem durinhos, embora já a tivesse visto nua varias vezes a ver naquela situação humilhante me ecitava muito, mandei-a virar e tirar o sua mine saia. Quando ela o vez quase desmaiei de tesão sua bunda era linda e ela estava usando uma daquelas suas calcinhas pequenas que sumiam no seu reguinho , então por ultimo ordenei que tirasse a calcinha a xingando de putinha,cadela safada, rabuda etc..quando ela o fez não aguentei mas, pois já estava pelado mim masturbando assistindo a tudo, agarrei ela por trás dizendo que iria come-la, nesta hora ela começou a chorar e a gritar e eu tive que dar uma tapa na sua cara ,e disse que se continuasse gritando eu a mataria, ela com medo parou, a virei de frente forçando um beijo em sua boca, ela rejeitou e a bati de novo, comecei a chupar todo seu corpo 1ª o pescoço, em seguida os seios que chupei com vontade, a virei de costas e chupei sua buceta que era enorme e estava raspadinha, depois chupei seu cuzinho e fiquei alternando entre a buceta e o cu. Ela parau de chorar e gemendo gozou em minha língua, continuei chupando mas um pouco para ela se ecitar novamente e depois introduzi meu pênis em sua buceta de uma sá vez, ela começou de novo a chorar e eu a bati. A sua buceta que embora fosse já comida pelo namora e pelo amigo do meu pai era apertadíssima, e eu dava estocadas forte colocava tudo pra fora ate a cabeça e empurrava de volta, hora com força hora devagar arrancando-lhe vários suspiros, e a fazendo-a gozar varias vezes, depois de quase 40 minutos fudendo aquela bucetona gostosa e apertada eu falei em seu ouvido , vou gozar putinha, ela então mim pediu para gozar fora, então a virei de frente obriguei-a a se ajoelhar na minha frente e gosei dentro de sua boca a xingando e a obrigando beber tudo. Quando terminei ela chorando disse que eu era um canalha e que queria agora os negativo, eu dando gargalhadas disse que estava apenas começando, a segurei pelos cabelos e mandei ela subir e ficar de quatro na cama pois ela ia realizar meu sonho, que era comer seu cuzinho lindo Ela ficou de joelho nos meus pés e começou a implorar dizendo ser virgem ali. Bati nela de novo dizendo não ser besta e que sabia que seus namorados tinha a comido ali, pois ela tinha uma bunda muito gostosa, ela me confessou que os 2 tinham tentado mas ela não aquentou e eles pararam, e que não ia aguentar meu pau uma vez que ele é maior do que os dos 2 .falei que não queria saber, e que ela ia me realizar de todo jeito, a puxei pelos cabelos para a cama a obrigando a fazer o que eu queria se não ia bate-la ate mata-la,ela não tendo escolha ficou de 4 na cama.Mim posicionei atrás dela e comecei a força suas pregas, embora tenha chupado seu cuzinho novamente, não conseguia entrar pois era muito apertado e meu pau já estava doendo, mas não podia desistir, corri para cozinha, trancando o quarto para ela não fugir, pequei manteiga e voltei, quando voltei ela estava se vestindo, rasguei suas roupas com brutalidade e ordenei que ficasse de quatro na cama,comecei a passar manteiga em seu cuzinho virgem, enviei um dedo,e quando menos esperei já estava com 3 dedos dentro do seu cuzinho lindo, ela chorava de dor, medo e prazer.passei mas manteiga no seu cuzinho e um pouco em meu pau. Posicionei-me atrais dela e comecei a enviar pressionei um pouco e a cabeça entrou,logo em seguida empurrei o resto do pau de uma sá vez ela deu um urro e quase desmaiou de dor, ela chorando muito mim pedia pra tirar, mandei ela relaxar, tirei ate a metade pra ela se acostumar com a dor, afinal não era fácil pás minha pica tem 22cm,comecei então a bombar aquela bunda de meus sonhos hora de vagar, hora bem rápido e com força, ela gritava e gemia de dor, eu sempre bombando e a xingando de putinha,cachorra, ta gostando da rola do seu irmãozinho putinha gostosa. Depois de algumas bombadas ela se acostumou com minha pica e passou a gemer de prazer.Delirando de prazer me chamava de irmãozinho gostoso, picão, meu macho. Passei então a bulinar seu grelinho e ela urrando de prazer gosou como uma vaca, logo depois gosei espirando gala dentro do seu cu e em suas costas. Afinal já estávamos fudendo a mais de 30 minutos. A levei pra tomar um banho, comecei a ensaboa-la e ela passou a gemer,mim olhou de forma bem apaixonada, e chamou-me de meu amor, mim ofereceu o cu novamente, dizendo ter adorado dar o cuzinho. Quando terminamos e saímos do banheiro, fui entrega-lhe os negativos, ela me surpreendeu mando-me ficar com eles pois queria ser chantageada muitas e muitas vezes. Trasamos o dia todo e até hoje somos amantes, meu pai está muito feliz, por estarmos nos dando tão bem, as vezes ele pergunta o que aconteceu, e nás dizemos que descubrimos que nos amamos.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS