Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MEU SOGRO ME COMEU NO DIA DO CASAMENTO!

rnrnrnrnrnrnMEU SOGRO ME COMEU NO DIA DO CASAMENTO!rnrnrnCom 23 anos eu trabalhava no setor de seguros de um grande banco.rnApesar do salário não ser grande coisa era um serviço tranquilo e que dava pra eu pagar a faculdade. rnMorava sozinha em um pequeno apartamento que minha madrinha me cedia gratuitamente até que terminassernmeus estudos. Era uma vida de muita correria que não deixava muito tempo para diversões. rnTinha prometido a mim mesma que iria fazer de tudo pra deixar minha vida de pobreza e para isso iria agarrar qualquer oportunidade que aparecesse na minha frente.rnE isso aconteceu de uma maneira inesperada. Como o meu gerente sofreu um acidente de carro quando estava vindo trabalhar, me pediu que atendesse um cliente especial chamado Rogério que iria ao banco renovar algumas apálices. Fiz o que ele me pedira, tratei o cliente super bem, ele era muito simpático e alegre e rnaté parecia que já nos conhecíamos de longa data.rnDepois de uma semana meu gerente me chamou pra almoçarmos e durante a refeição me confidenciou que o Sr. Rogério tinha perguntado de mim pra ele...pedira a ficha completa. RSS.rnFoi então que fiquei sabendo o pai do Rogério tinha uma grande transportadora na cidade, ele era filho único e tomava conta de tudo e era solteiro. Meu gerente até comentou que no banco tinha várias garotas que viviam de olho no sujeito, pois além de ter bastante dinheiro era bonitão, mas que nunca tinha dado lado pra nenhuma funcionária e até tinha comentários maldosos dizendo que ele era gay.rnMeu gerente então me passou o telefone dele dizendo que deveria ligar pra ele, se me interessasse. Até brincou comigo dizendo que se saísse casamento iria querer comissão. RSS.rnNo primeiro momento pensei em não ligar mas logo percebi que seria idiotice de minha parte. O cara era bonito, rico e solteiro. Minha vida tava numa dureza danada, o dinheiro mal dava pra pagar as contas e principalmente a faculdade. Meu carro era um Uno ja bem usado e vivia torcendo pra não quebrar e ter que mandar na oficina.rnPor diversas vezes já tinha recebido cantadas pra transar por dinheiro e de verdade sá não aceitei por que como a cidade não era grande, se caísse na boca do povo tava fudida e mal paga. RSS. Já tinha visto algumas colegas que haviam feito isso e depois acabavam tendo que ir embora da cidade.rnSexualmente nunca fui santa, tive alguns namorados e perdi a virgindade com 19 anos com um rapaz que conheci quando fui a uma excursão na praia. Eu notava que toda vez quando saia pra algum passeio fora da cidade acabava engatando um romance sexual. Estando longe me sentia segura em deixar meu lado de puta safada florescer. RSS. Porém nenhum homem até aquela data tinha provocado uma paixão como também nenhum tesão louco em mim. Tudo tinha sido bem normal, sem grandes arroubos, praticamente sem sal. RSS. rnSe havia uma coisa que eu adorava fazer era durante o banho esguichar água do chuveirinho no meu grelinho, alias nem podia chamá-lo de grelinho, pois meu clitáris era bem desenvolvido e quando estava excitado até fi-cava bem saliente na calcinha. Meus melhores orgasmos sempre eram quando me masturbava. Teve uma vez que fui com uma amiga em um SEXSHOP na capital e vi vários brinquedinhos eráticos interessantes e fiquei tentada em comprar alguns, mas como o dinheiro era sempre curto, fiquei sá na vontade.rnMas no meu intimo sabia que ainda iria acontecer alguma coisa fantástica relacionada a sexo com prazer.rnLiguei para o Rogério e então resolvi aceitar o convite de sairmos pra jantar.rnFoi um jantar delicioso em um átimo restaurante e me diverti bastante além de ser bem tratada por ele.rnRogério tinha 30 anos, 1.70 m., era moreno de olhos esverdeados, corpo malhado na academia que mantinha em sua casa e tinha uma virtude que sempre gostei nas pessoas, ser bem alegre e divertido. Depois de sairmos umas 3 vezes, vi que poderia confiar nele e depois de uma balada em uma boate acabamos indo para o motel. Apesar do corpo bonito, beijar gostoso e ser bem carinhoso, foi uma transa normal como as outras que tive. O que Rogério fazia de melhor era chupar meu ?grelão?, me fazendo gozar bem gostoso e até brincou comigo dizendo que por pouco eu não tinha nascido homem...pois quando meu grelo ficava duro ficava parecendo um pequeno pintinho.RSS.rnSaímos mais algumas vezes e quando Rogério quis saber sobre minha vida anterior e como bebi uns drinks a mais criei coragem e decidi que não iria começar um relacionamento com mentiras e abri o jogo e contei tudo que já tinha feito sem esconder nada. Se quisesse continuar comigo tudo bem mas não iria ficar inventando historinhas de mulher certinha e sem pecados. RSS. Ele não se importou com o que eu já tinha feito e gostou de minha sinceridade e logo em seguida me levou na mansão onde morava com o pai, a mãe tinha falecido por problemas de doença, e me apresentou como sua namorada. rnO pai de Rogério se chamava Roberto e era um coroa de 55 anos charmoso e igualmente simpático. Era um pouco mais alto e mais forte que o filho, e quando fomos apresentados já deu pra perceber que apesar de sériornera uma pessoa afável e de conversa alegre.rn-é...meu filho disse que tinha arrumado uma namorada muito bonita...estou vendo que realmente ele não mentiu...Leila vc é realmente muito linda...e também uma moça batalhadora que trabalha e estuda. É um prazer recebê-la em nossa casa...faz tempo que não vem mulheres aqui...a não ser as empregadas.RSS.rnEnvaidecida um beijo no rosto nele e agradeci por me receber com tantos elogios e ele continuou:rn-é...to vendo que meu filho demorou pra trazer uma moça em casa...mas quando isso aconteceu se superou... trouxe logo uma das mais lindas da cidade...estava até preocupado...30 anos e solteiro...tinha que tomar juízo!rnPercebi que tinha caído nas graças de meu ?futuro sogro rico? e como de boba não tinha nada, sempre que tinha chance paparicava o coroa charmoso e logo também notei que ele era bem safado, pois algumas vezes peguei-o dando umas alisadas em uma empregada bem jovem que trabalhava na casa. RSS. Teve um dia que aproveitei pra em tom de brincadeira falar sobre isso:rn-seu Roberto...o Sr. é fogo hein...fica passando a mão nas empregadinhas né...cuidado...essas garotas podem querer engravidar...e depois pode dar problema...hj em dia elas são muito safadas e interesseiras!rnEle sorrindo todo safado disse:rn-fica tranquila...Leila...de mim nunca vão ficar grávidas...fiz vasectomia...faz muito tempo! Sá que não conto pras mulheres que transo de vez em quando. Mas vc sabe que faz uns 2 anos teve uma safada que trabalhava aqui em casa...que tentou me dar um golpe...ficou grávida do namorado...e achou que ia me tomar dinheiro...peguei uma cinta e enchi a putinha de cintadas...deixei-a com a bunda cheia de vergões. RSS.rnFaltava um ano e meio pra eu terminar a faculdade mas logo minha vida começou a mudar por completo, apos três meses de namoro Rogério quis que ficássemos noivos e isso aconteceu junto com meu aniversário de 24 anos. Meu sogro e meu noivo me tratavam sempre com muito carinho e me enchiam de presentes. Meu Uno velhinho foi aposentado e de aniversário ganhei uma perua ECOSPORT preta completíssima. Alem disso me deram um cartão de credito da empresa para que eu usasse nas minhas despesas. Senti-me toda poderosa e logicamente minha auto-estima foi nas alturas depois de tudo isso.rnRogério queria que eu parasse de trabalhar no banco e que me mudasse pra mansão, afinal íamos nos casar e meu sogro também insinuava que deveria fazer isso mesmo. Porém achei que não deveria abusar da sorte, tudo estava correndo bem demais, perto da vida de pobreza que eu levava, agora me sentia uma rainha. Achei que devia manter a pose de mulher responsável e não transparecer ser gananciosa. Notei que se soubesse ir levando as coisas de uma maneira correta logo teria uma vida excelente e muito tranquila.rnQuando chegou o fim de ano pude curtir bastante junto com meu noivo. Fomos pras muitas baladas e boates nas grandes cidades e percebi que Rogério gostava de me ver vestida bem sexy, não ficava preocupado se usasse roupas curtas ou muito decotadas. Eu com 24 anos, loira, 1.70 m., seios grandes, cintura fina e com uma bunda enorme e toda empinada logicamente naquelas férias de verão iria aproveitar pra arrasar.rnRogério meu noivo trabalhava demais na transportadora e não era sempre que podia me acompanhar nas coi-sas que eu gostava fazer. Claro que não ficava pentelhando e enchendo o saco dele, mas nos fins de semana sempre íamos pra algum lugar bem badalado principalmente pra dançar pois eu adorava isso. rnAssim que sai de férias comprei uns biquínis bem pequenos e como tinha uma piscina maravilhosa na mansãorncom certeza todo dia iria me bronzear pra ficar ainda mais linda e desejável. rnE assim fiz e quando me olhei no espelho e me vi naquele biquíni fio-dental que quase não tampava nada sorri satisfeita me sentindo uma tremenda gata toda gostosa. Senti-me uma putinha desejada por todos os homens. rnDurante 3 dias tomei sol na piscina sozinha, pois meu noivo sá aparecia por lá praticamente na hora do jantar e meu futuro sogro teve que ir visitar uma de suas fazendas no Mato Grosso pra resolver problemas de gado.rnA vida é muito engraçada, pois antes de toda essa mudança que aconteceu em minha vida eu sá sentia tesão de vez em quando mas agora apesar da correria continuar a mesma, sá nas férias é que as coisas estavam mais calmas, percebi que constantemente sentia meu grelo latejar de vontade ser bolinado e principalmente chupado com vontade. Carro novo, roupas lindas de marca, restaurantes bons, salões de beleza excelentes faziam com que minha bucetinha a todo o momento lembrasse que queria carinho e muita safadeza. RSS.rnMeu noivo era bem atencioso e até tentava me satisfazer, mas sempre sobrecarregado de trabalho não podia ficar dando atenção toda hora pra noivinha. Aproveitei as férias pra assistir vários filmes pornôs que comprava dos camelos. Esse fetiche de assistir filmes pornôs sempre tive e gostava de ver todos os tipos de filmes sem preconceito nenhum. Mas se tinha uma coisa que sempre me deixara encucada é que nos filmes existiam muitos atores com paus enormes e grossos...sá que todos os namoradinhos que transei tinham pau de tamanho normal...perto dos atores dos filmes me pareciam bem pequenos. RSS. E do meu noivo Rogério então era um pouco menor que os outros...mas ele compensava essa ?deficiência? com sexo oral excelente me fazendo gozar deliciosamente.rnE foi então que aconteceu uma coisa que ia me deixar mais ligada em safadeza. Apesar de ter tido uma vida sexual bem feijão com arroz e sem grandes loucuras, de tanto ver filmes eráticos e também ler tudo que se relacionava a sexo, praticamente quase nada passava despercebido aos meus olhos ligeiros e atentos. rnNo outro dia cedo meu noivo teve que viajar para resolver uns problemas na capital, e como meu sogro ainda não tinha voltado da fazenda, seria mais um dia de sol sozinha na piscina. Como tinha me bronzeado bastante durante aqueles dias minha cor estava quase perfeita, bem dourada e com os pelinhos descoloridos. Minha marquinha tanto nos seios quando na bunda estavam bem delineada deixando-me toda sensual do jeito que eu gostava. Eu tinha orgulho da minha bunda empinada sá com um pequeno triangulo branquinho. RSS.rnJá fazia quase uma hora que estava ali me bronzeando quando escutei a voz do meu futuro sogro todo alegre chegando de viagem e quando me viu deitada de bruços na esteira ao lado da piscina disse:rn-oieee...precisei chegar perto pra ver que era minha querida nora Leila...de longe pensei que tinha uma morena deitada aqui com a bunda toda de fora. RSS.rnLevantei-me rapidamente e sem me importar de estar sá de fio-dental o abracei forte e enchi seu rosto de beijos dizendo:rn-que bom que o Sr. voltou...tava morrendo de saudades...tanto o Sr. quanto seu filho me abandonaram aqui nesse casarão...faz 4 dias que tomo sol sozinha aqui...sá vejo o Rogério a noite...e hj teve que viajar logo de manhã...tirei férias pra ficar sozinha...que coisa mais sem graça. RSS.rn-é...verdade...mulher linda que nem vc...não pode ficar abandonada assim...é um crime hediondo. RSS.rn-mas...e ai seu Roberto...deu tudo certo na viagem? Resolveu tudo?rn-sim Leila...tudo certinho...agora tá tudo tranquilo! Sá mesmo a canseira da viagem...muito calor! Mas to vendo que minha linda nora tá aproveitando pra ficar bem bronzeada hein! rn-Gostou da cor...o que achou...tem que falar que estou linda...sá aceito elogios! RSS.rn-Falar a verdade é fácil...vc tá espetacular...cada dia mais linda...com certeza meu filho...tá se dando bem.RSS.rne...tem uma coisa muito importante que dá até inveja...ele pode apreciar as melhores partes do teu corpo!rn-não entendi...meu querido sogro...qual melhor parte do meu corpo? Com certeza la vem safadeza. RSS.rn-não é safadeza querida nora...é apenas a verdade...logicamente as melhores partes suas...são onde estão as marquinhas bem branquinhas...e ai sá meu filho pode ver...é um homem privilegiado. RSS.rn-esse meu sogrinho é bem safadinho né...seu malandro...mas faz uma coisa seu Roberto...aproveita e coloca uma sunga e vem ficar na piscina comigo...até o almoço...aproveita pra relaxar...por favor não diga não!rnEle pensou por instantes e então concordou dizendo sorrindo:rn-quem sou eu pra recusar um convite da mulher mais linda e sensual da cidade...sá se for louco. RSS. Vou aproveitar e trazer umas cervejas num balde cheio de gelo...pra refrescar um pouco...quer?rn-claro que sim...apesar de não to acostumada a beber...fico zonza rapidinho...mas a gente tá em casa...não tem problema...vou acompanhar meu sogro querido!rnQuando ele voltou dali uns minutos com uma sunga branca bem apertada pude ver que meu futuro sogro tinha um corpo muito bonito e malhado com certeza na academia que havia na mansão. E como ele tinha ficado durante aqueles dias na fazenda andando a cavalo no sol estava bem bronzeado e então brinquei dizendo:rn-acho que meu querido sogro...andou frequentando uma piscina la na fazenda...tá todo bronzeado...também! rn-que nada Leila...la não tem piscina...mas tem um rio maravilhoso...qualquer dia desses vc vai conhecer...da até pra gente nadar pelado...é bem tranquilo...sá que não fica nenhuma marquinha no corpo!rn-que legal...lágico que quero conhecer...mas...realmente eu gosto de ficar com marquinhas de biquínis no verão...acho muito sexy...principalmente na bunda...seu filho...Rogério gosta muito! RSS.rn-claro que sim...alias acho que nenhum macho no mundo conseguiria olhar essa bunda que vc tem...e ainda mais com um marca tão pequena de biquíni...e não gostar...se isso acontecer tem que mandar matar.RSS.rn-acho que tenho o sogro mais lindo e mais puxa-saco do mundo...desse jeito fico me achando. RSS. rnCaímos em risos e logo continuamos a conversar trivialidades enquanto tomávamos as cervejas e não demorou pra me sentisse um pouco tonta e ficar um pouco mais soltinha. RSS. rnMeu sogro ficava dentro da piscina e eu continuava deitada na esteira me bronzeando e de vez em quando percebia o olhar dele em todo meu corpo. No fundo até gostava de ficar me exibindo...me achando super gostosa. RSS. Depois de apenas 3 Long Neck tudo era motivo de riso e as brincadeiras ficaram cheias de insinuações de duplo sentido. Quando meu sogro saiu da piscina e foi buscar mais cervejas notei então que na frente de sua sunga tinha um volume bem saltado e logicamente fiquei toda curiosa. Principalmente porque o filho meu querido noivo...não tinha isso. RSS. rnNa hora fiquei imaginando que meu querido sogro estaria sentindo tesão pela nora dentro daquele biquíni tão pequeno e quase que imediatamente resolvi que bem discretamente iria querer conferir isso e então pulei na piscina fiquei brincando com a bola que havia lá. Meu sogro voltou com mais cervejas e apesar de não querer beber mais ele ficou insistindo pra que eu tomasse mais...o safado queria me ver bêbada mas como sá estávamos nos dois ali nem me importei muito e fiz o que ele desejava. Era até bom ficar um pouco alta pela bebida pois tudo que acontecesse ali poderia ser justificado pelo excesso de álcool. RSS.rnNa piscina tinha um pequeno gol com rede de cada lado e logo começamos a ?brincar?. rnCada vez um teria que pegar a bola atravessar a piscina e jogar no gol do ?adversário? e logicamente o outro iria tentar impedir isso. Eu nadava bem e era bem rápida na água mas quando meu sogro propôs esse joguinho vi que o objetivo não era bem esse e sim rolar uma sacanagem de ficar se esfregando no outro.rnPor mim tudo bem, queria ver até onde iria essa ?brincadeirinha?. Com certeza eu iria saber direitinho como fazer pra deixar aquilo ficar bem gostoso...e antes do joguinho começar disse toda dengosa:rn-Meu sogro...vc foi muito sacana...me encheu de cerveja...eu to toda molinha e um pouco zonza...e do jeito que vc é grandão...acho que pro jogo ser justo...eu deveria ter 3 chances no mínimo de tentar o gol...e vc sá uma... senão...não vai ter graça esse joguinho! rnEle com um sorriso safado concordou rapidinho, afinal ele teria 3 oportunidades de me agarrar pra tentar tirar a bola. RSS. E logo que começou senti que meu sogro era bem malandro pois em segundos já senti ele me pegando por trás e me encoxando acintosamente tentando tirar a bola de mim...e certamente eu facilitava ainda mais tentando parecer que a bebida me deixara grogue. A bebida realmente me deixou um pouco alta, mas também havia me deixara mais atirada e safadinha. E logo na segunda bola que tentei levar ao gol percebi que meu sogro era bem diferente do filho...na minha bunda tinha um pau enorme se esfregando nela e em instantes o tesão pegou forte. Senti meu grelo latejar. A brincadeira cheia e erotismo e safadeza dissimulada continuava e também quando foi minha vez de tentar tirar a bola dele passei a mão no pau dele e realmente estava duro e dava pra sentir perfeitamente que era bem grosso. rnO tesão tomava conta de nossos corpos dentro d?água mas eu queria ver aquele volume e bem safada joguei a bola pra fora da piscina e então disse toda dengosa:rn-ihhh...essa foi bem longe do gol...meu sogro vai ter que buscar...não quero sair da piscina...mas aproveita pra pegar mais uma cerveja pra mim...por favor! rnEle saiu da piscina e até tentou disfarçar o volume que se formara na sunga mas era impossível esconder aquilo...apesar de a sunga ser bem justa dava pra ver perfeitamente o contorno daquela pica grande e grossa e duro e então ele disse brincando:rn-antes de pegar a cerveja...Leila...vou dar uma chegadinha no banheiro...muita cerveja...to com o pau um pouco duro...tesão de xixi...ja volto...minha querida nora...pra continuarmos nosso joguinho...ta muito bom!rnO safado tinha arrumado uma boa desculpa pra tentar justificar aquele pauzão duro, mas ao ver aquele volume incrível entre as coxas de meu sogro senti que gostaria e muito de continuar com aquela safadeza dentro da piscina e em segundos resolvi facilitar ainda mais e antes que ele voltasse tirei o ná cego que amarrava tanto a parte de baixo do biquíni quanto à dos seios e deixei amarrado sá com lacinho.rnQuando ele voltou vi que o volume continuava igual mas percebi que ele não se importou em se mostrar excitado e antes de voltarmos a brincar bebemos mais uma Long Neck. Quando o joguinho recomeçou a safadeza voltou ainda mais intensa...meu sogro estava bem tarado...ele me encoxava sem pudor...e eu por mais que tentasse não conseguia disfarçar o tesão.rnFoi então que puxei o lacinho do biquíni e ele saiu do meu corpo e toda safadinha disse:rn-ihhh...meu biquíni desamarrou...vamos ter que parar de jogar...to pelada...sá com o soutien!rnTodo safado e com os olhos cheios de desejos ele disse:rn-isso não é desculpa pra não continuarmos jogando...tá com medo...minha nora querida...não acredito que vc quer parar...logo agora que tava ficando...mais gostoso...vamos continuar...estamos sá nos aqui...fechei o portão que dá acesso à piscina...vamos continuar...querida!rnSorrindo peguei a bola e tentei fugir dele na piscina...ele logo me agarrou e senti suas mãos deslizando pelo meu corpo...em segundos percebi que ele soltou a parte de cima do biquíni e fiquei completamente nua. Ele me soltou por instantes e aproveitei pra fazer um gol. Continuei com a bola e quando ele me agarrou novamente percebi que ele também estava nu...ele tinha tirado a sunga...e em segundos sua pica grossa deslizava entre minhas coxas tocando meu grelo duro e todo saltado de tesão.rnTomada de tesão até joguei meu corpo pra trás pra sentir aquele macho pauzudo me encoxando todo tarado e então toda dengosa e sensual disse:rn-nossa...meu sogro...vc tá louco...estamos pelados...na piscina...o que vc vai fazer comigo?rnTodo decidido e bem macho ele disse:rn-vou fazer o que vc tá querendo sua putinha safada...vou te comer inteirinha...sua gostosa tesuda...quero deixar essa bucetinha inchada...desde que te vi....vc me deixa de pau duro...e logo vi que vc é uma putinha tarada e deliciosa...e tenho certeza que vc tá precisando de uma pica bem grande e grossa igual a minha...sua vadia deliciosa...agora senta na beira da piscina que quero chupar sua buceta gostosa...vadia safada!rnNem pestanejei e fiz o que queria...e rapidamente senti a boca do meu sogro na minha bucetinha...quando ele colocou meu grelo enorme dentro da boca e sugou com força não demorou nada pra que eu gozasse copiosamente gemendo e se contorcendo toda. Logo ele me colocou de quatro em uma cadeira e de uma sá vez enfiou aquele pauzão grosso na minha bucetinha até o talo e eu toda safada gemi dizendo:rn-aiii...meu sogro tarado...seu pau é muito grande...muito grosso...nossa...sá dei pra pinto pequeno...aiii...tarado!rnTodo tesudo ele me deu uns tapas na bunda e disse:rn-deixa de frescura sua vadia...tenho certeza que vc é uma puta que gosta de pau grosso de macho...rebola vagabunda....rebola e dá gostoso pra mim...mostra que vc é uma putinha de verdade...mexe esse rabo!rnRapidamente eu rebolava como uma vadia gemendo de prazer...pela primeira vez sentia minha buceta totalmente preenchida por uma pica de verdade e gemendo toda tesuda sussurrava:rn-ahh...mete...mete meu sogro tarado...mete...gostoso...quero ser sua putinha...vou gozar nessa pica deliciosa...rnque pauzão gostoso...mete...faz eu gozar gostoso...ahhh...que delicia...to...to...gozando...ahhhh.rn-que bucetinha apertada...tem minha nora putinha...goza na pica do teu macho...sua vadia...safada...goza...rnEle me dava uns tapas fortes na minha bunda que me fizeram gozar ainda mais gostoso...e rebolando com uma putinha tive um gozo maravilhoso gemendo alto de prazer.rnMeu sogro sabia como dar prazer a uma mulher e então ele me pegou pelos cabelos e disse tarado:rn-agora...é sua vez de fazer teu macho gozar gostoso putinha...chupa minha pica...quero encher essa boquinha gostosa de porra...chupa putinha safada...rnEle meteu aquele pauzão enorme e grosso entre meus lábios, e me segurando pelos cabelos começou a fuder minha boca sem dá...de vez em quando até me engasgava mas nem me importava e tentava dar o máximo de prazer ao meu sogro safado e logo ele gemeu alto e começou a gozar que nem louco sussurrando:rn-ahh...que boca gostosa...tem minha putinha...to gozando...hummm....que delicia...engole tudo sua vadia...engole a porra do teu macho...vadia safada...ahh...que vagabunda deliciosa...que nora safada!rnEra muita porra fervente que saia daquela pica que até escorria pelos cantos da boca mas toda tesuda eu lambia tudo como uma putinha de verdade...era uma delicia sentir aquele macho pauzudo gozando gostoso e enchendo minha boca sequiosa de porra. Engoli até a ultima gota de porra deixando aquele monumento totalmente limpinho.rnEm instantes o prazer deu lugar ao constrangimento e me dirigi ao chuveiro que havia ao lado da piscina e comecei a tomar um banho bem lento sem nem olhar para meu sogro que fazia o mesmo no chuveiro ao lado. rnEnquanto ensaboava meu corpo uma preocupação angustiante tomava conta de minha mente. O meu casamento estava por um fio...tinha transado com meu sogro e me revelado uma putinha totalmente vadia!rnSempre fui muito responsável e estava prestes a me tornar uma mulher rica tinha deixado acontecer essa leviandade...eu estava me odiando...e foi então que meu sogro chegou ao meu lado e me deu um tapinha no meu bumbum e disse:rn-vou te esperar pra almoçar-mos juntos...não demora minha nora querida...estou com muita fome...depois do nosso joguinho!rnAté estranhei o jeito carinhoso com ele tinha falado comigo...estava esperando que ele me chamasse de puta à toa e dissesse pra eu ir embora...que não ia deixar o filho se casar com uma vadia engolidora de porra. rnMinha intuição me dizia que deveria deixar os pensamentos pessimistas de lado e encarar de frente o que iria acontecer dali pra frente.rnLogo em seguida entrei na mansão, fui até meu quarto coloquei um vestidinho de malha branco bem curtinho coloquei uma sandália de salto e fui pra sala de almoçar. Apesar de preocupada queria aparentar tranquilidade e estar bem bonita e quando entrei meu sogro me sorriu e disse:rn-hummm...toda bronzeada e de branco...realmente minha nora...vc esta linda...alias é difícil saber como vc fica mais bonita...assim de roupa...ou de biquíni...ou completamente nua...realmente de todo jeito vc é maravilhosa!rnFiquei mais confiante com todos os elogios mas tentei parecer encabulada e disse:rn-o Sr. é muito gentil...eu...nem sei se mereço tantos elogios...mas obrigada...eu...eu!rn-vc sabe que merece...principalmente depois das nossas brincadeiras na piscina...vc foi quase perfeita!rnJá que ele tocou no assunto resolvi tentar justificar minhas atitudes e disse:rn-eu...nem sei como falar...sobre o que aconteceu...meu sogro...nunca trai seu filho...e agora nem sei como aconteceu tudo isso...foi uma loucura...meu Deus...nem acredito no que fiz...transei com o Sr...meu futuro sogro...ja pensou quando seu filho ficar sabendo...Deus me livre!rnEle então sorriu e me abraçando todo carinhoso e disse:rn-Leila...vamos falar sério...vc fez o que eu esperava de uma mulher gostosa e bem putinha como imaginei e tinha certeza que vc era...vc é uma mulher especial que tem tesão demais...é daquelas que quando sente um pau esfregando na bunda ou no meio das coxas...se abre e se entrega pro macho...adorei te comer...vc tem uma bucetinha muito apertadinha...e chupa um pau como deve...e alem disso tem uma coisa que gosto muito...leva uns tapas na bunda...sem reclamar...e ainda rebola mais gostoso. RSS.rnSenti que minhas preocupações começavam a desaparecer e então resolvi entrar no joguinho de sedução que me pareceu ser melhor e mais vantajoso e disse toda safada:rn-nossa...meu sogro...o Sr. é muito safado né...deve ter feito muitas mulheres se apaixonarem...e ainda mais com esse pauzão enorme que tem...a verdade é que na piscina...quando me dei conta...eu estava nua e gozando com o Sr...chupando minha bucetinha...o Sr. é muito sedutor...eu nunca me senti assim antes...com nenhum homem...nunca fui santinha...mas sempre fui uma garota séria...nossa...nem acredito...em tudo que fiz! E de verdade...foi uma loucura deliciosa!rn-Leila...minha querida nora...eu quero que vc continue sendo essa putinha vadia que demonstrou ser hj pra mim...quanto ao meu filho...não se preocupe...ele é um rapaz trabalhador mas ele já teve 3 namoradas sérias que queriam se casar...mas todas eram vagabundas interesseiras e que meteram chifres no coitado...apesar de ser um rapaz bonitão e ter dinheiro...tem um pau bem pequeno...quando era adolescente levei-o ao medico pra tentar um tratamento, mas não resolveu muito...com vc a coisa é diferente...minha querida!rn-não entendi...eu sou diferente em que? e outra coisa que o Sr. disse...que eu tinha sido quase perfeita...fiquei curiosa...o que faltou...meu querido sogro?rn-bem...agora posso falar...mandei um detetive investigar sua vida...tinha que me prevenir e não deixar que nenhuma vagabunda safada queira dar o golpe do baú no meu filho...e vc tinha uma ficha limpa...sempre trabalhou...fazia faculdade com sacrifícios...boas notas...pagava suas contas em dia...sem defeitos. Agora pra minha nora ser uma putinha perfeita...sá falta dar essa bunda gostosa pra mim...desde o dia que te vi tenho tesão de te enrabar bem gostoso!rn-Que safado...o Sr. tá louco...seu pauzão enorme e grosso deixou minha bucetinha toda ardendo...imagina então ele entrando na minha bundinha...deus me livre...nunca fiz sexo anal...nem com pinto pequeno! RSS.rn-Leila...sá pra vc saber...sua putinha safada...pode ter certeza que vou te enrabar...nem que qualquer dia eu tenha que te amarrar...é sá dar umas cervejas e vc fica mais taradinha...e vc vai gostar da minha pica grossa nesse rabo maravilhoso...não se preocupe...isso vai acontecer.RSS.rnA empregada entrou trazendo o almoço e por instantes paramos nossa conversa reveladora que estava me deixando bem tranquila quanto ao meu futuro...sá não sabia ainda como seria...mas dava pra perceber que certamente iria ser repleto de safadezas e sacanagens e logicamente meu sogro iria fazer parte disso. RSS.rnDurante nosso almoço nossa conversa continuou alegre e cheia de confidencias. Tive a certeza que nada iria mudar quanto ao meu relacionamento com meu querido noivo que antes de casar já se tornara ?corno?. rnDepois do almoço resolvi tirar uma soneca pra me recuperar de tantas emoções que havia passado e meu sogro safado também resolveu fazer o mesmo. Antes de irmos para os quartos meu sogro tarado disse que agora que tinha me tornado a putinha oficial da casa...queria que quando estivesse ali na casa não era pra usar calcinha nunca e deveria usar vestidos curtos e mini-saias...além de que quando ele mandasse fazer alguma loucura era pra fazer sem perguntar o porquê. Se eu realizasse todos seus fetiches iria ganhar sempre átimos presentes. Percebi claramente que ia acabar me tornando uma escrava sexual do meu sogro tarado pauzudo!rnComo estava toda queimada de sol passei hidratante no corpo e deitei-me nua no lençol de seda branco, liguei o ar condicionado e enquanto o sono não chegava fiquei pensando nas loucuras que estavam acontecendo e logo cheguei à conclusão que devia deixar que tudo seguisse do jeito que meu querido sogro queria. Alem de me gozar gostoso com certeza dali pra frente minha vida iria melhorar muito. RSS.rnDormi que nem um anjo e quando despertei senti que meu grelo estava sendo chupado com maestria...meu sogro pauzudo estava me acordando com sexo oral delicioso...toda safada gemi dizendo:rn-humm...que delicia...vou querer ser acordada sempre assim...adoro que chupem meu grelinho...faz eu gozar seu safado...tarado...humm...gostoso....demais...rnNão demorou quase nada pra que eu gemesse mais forte e me contorcesse toda gozando intensamente e em seguida meu sogro com aquele pauzão grosso me colocou de quatro na beira da cama e metesse forte na minha bucetinha toda molhada. Meu sogro era um garanhão e me comia como se fosse um garoto de 19 anos. Logo mudamos de posição e ele colocou minhas pernas em seus ombros e meteu aquela vara grossa profundamente na minha xoxota...gozava que nem louca...uma vez atrás da outra...acho que naquele dia tive mais orgasmos intensos do que em toda minha vida...que macho espetacular era meu sogro. Novamente ele quis gozar na minha boca e toda submissa e bem sensual sussurrei:rn-quer gozar na boquinha...da sua putinha...né...seu safado...goza...enche minha boca de leitinho...tarado...goza gostoso...sua nora querida...agora é sua escrava sexual...é disso que vc gosta...seu tarado pauzudo! Goza!rnEle deu um urro e novamente gozou abundantemente enchendo minha boca. Engoli tudo com prazer...lamben-do até o saco enorme dele todo escorrido de porra. Eu adorava o sabor do sêmen daquele macho.rnTomamos banho e logo estávamos nos abraçando e beijando novamente com tesão e ficamos ?brincando? o resto da tarde naquele quarto. Minha bucetinha ficou toda inchada e quando meu noivo ligou quase na hr da janta dizendo que estava chegando meu sogro brincou dizendo:rn-quando ele chegar...dá pra ele...ele vai adorar sentir tua bucetinha...vai achar vc mais apertadinha.RSS.rn-seu safado...vc não tem dá do teu filho não...ele trabalhando...e a gente colocando chifres no coitado!.rn-Leila...deixa de ser boba...ele tem sorte de poder comer uma puta tão gostosa e apertadinha quanto vc! RSS. rnSorri toda safada e disse:rn-bem...deixa eu tomar um banho...tirar teu cheiro...seu tarado safado...pra ele não desconfiar.RSS.rnMeu noivo corninho chegou e apás tomar seu banho resolvi seguir aquele conselho safado e fiz o ele comer minha bucetinha toda inchada...e não é que logo depois de gozar ele disse que minha bucetinha estava mais gostosa e mais apertada. RSS. Meu sogro sabia tudo de safadeza e era um tarado incorrigível e muito louco!rnDurante minhas ferias fiquei na mansão e como meu noivo alem de trabalhar muito de vez em quando tinha que fazer algumas viagens meu sogro praticamente me comia todo dia...apesar de 55 anos tinha um fôlego inacreditável além de um tesão quase inesgotável. E não demorou muito pra ele fazer o que tinha prometido...logo fui enrabada por aquele pauzão grosso...tirou o cabacinho do meu cuzinho sem dá...e o pior é que apesar da dor que senti na primeira vez...gritei que nem louca de dor...depois de uns 3 dias já tava pedindo pra ser enrabada de novo. Tornei-me um putinha ninfomaníaca...e pra me acalmar sá aquela pica enorme e grossa do meu sogro delicioso.rnLogo meu sogro fez com eu marcasse o casamento com o filho...dizendo que quando eu voltasse pra faculdade pra terminar o ultimo ano ele queria que eu morasse na mansão com eles. Não queria que a nora putinha ficasse longe. RSS. Decidi que iria fazer o que meu sogrinho queria e logo depois de tudo acertado para o casamento percebi que além de me fazer gozar como nunca ele sabia ser muito generoso. RSS.rnApesar de o casamento ser com separação de bens...uma semana antes meu sogro me deu de presente um AP enorme e muito valioso na praia, além disso fez um deposito vultuoso em minha conta-corrente. rnQuando fui agradecer meu sogro pelos presentes maravilhosos que tinha me dado...ele disse que eu merecia tudo isso e logo teria muito mais...mas todo safado disse que logo iria cobrar de mim com algumas loucuras sexuais. RSS. Retruquei dizendo que ele podia pedir tudo e mais um pouco pois eu estava adorando ser sua escrava sexual. RSS.rnEstava tudo mais que perfeito em minha vida. Um marido rico e lindo. Todas as mulheres morriam de inveja de mim nas festas de nas baladas que frequentávamos. Um sogro charmoso e delicioso que me fazia me sentir uma mulher de verdade totalmente tarada. Alem disso antes mesmo de se casar com o filho já tinha um patrimônio que nem em sonho achava possível com apenas 24 anos.rnE no dia do meu casamento meu querido sogro aprontou uma loucura que toda vez que me lembro deixa meu grelinho pulsando de tesão.rnUma hora antes do casamento na igreja estava no quarto da mansão terminando de me arrumar...dando os últi-mos retoques no cabelo e no vestido...quando meu sogro apás bater na porta e entrou dizendo:rn-vim ver se tá tudo certo...com a noiva mais linda do mundo...pra não atrasar.RSS. rnToda sorridente brinquei dizendo:rn-ainda bem que foi o Sr. que entrou...fiquei preocupada que era o Rogério...noivo não pode ver a noiva antes! Mas eu estou praticamente pronta...não quero me atrasar...de jeito nenhum...todas as noivas adoram fazer isso...mas eu quero ser diferente...quero chegar na hr.RSS.rnFoi então que meu sogro pediu pras pessoas que estavam no quarto dar um saída que ele gostaria de falar em particular comigo...queria dar uns conselhos antes do casamento.rnQuando a cabeleireira, a costureira e a maquiadora saíram meu sogro então disse:rn-minha putinha vadia está linda vestida de noiva...sempre tive tesão de comer uma noiva antes do casamento e agora quero fazer isso...vem...putinha ajoelha na cama...vou te comer...bem gostoso...rnNa hr pensei em recusar...achei muita loucura...mas em segundos senti meu grelo latejar e toda safada levantei a parte de trás do vestido e fiquei de 4 na beira da cama e disse toda sensual:rn-vem...meu macho safado...tira o cabacinho da noivinha...vem...come sua putinha...bem gostoso...seu tarado!rnEle puxou a calcinha do lado e de uma sá vez meteu aquele pauzão grosso e duro na minha bucetinha...dei um gemido e sem pudor rebolei naquela pica deliciosa...meu sogro metia que nem louco e dessa vez não conseguiu se segurar e gozou como um cavalo...enchendo minha bucetinha de porra fervente...quase desfaleci de tanto prazer...aquela loucura me levara a uma excitação incontrolável e gozei copiosamente.rnFoi tudo muito rápido e então ele se recompôs e disse todo safado:rn-agora...minha putinha vai pra igreja se casar com a porra do teu macho dentro dessa bucetinha deliciosa...não é pra se lavar...sua vadia...coloca qualquer coisa pra não escorrer...mas não quero que se lave...rnEle saiu do quarto e rapidamente coloquei um absorvente e me ajeitei...que maluquice deliciosa. RSS.rnCasei-me com a bucetinha toda cheia de porra do meu sogro safado...e apesar de no começo da cerimônia aquilo me incomodar um pouco...por incrível que possa parecer...logo depois aquilo começou a me dar tesão e meu grelo ficou tão inchado que logo depois da cerimônia fui ao banheiro e pra me acalmar me masturbei e go-zei maravilhosamente.rnAs loucuras de meu querido sogro tarado estavam igualmente me transformando em uma ninfomaníaca completamente sem juízo. RSS. rnHoje com 26 anos, contando pra vcs como tudo aconteceu em minha vida, tenho certeza que tudo foi uma dádiva dos deuses.rnMeu maridinho corno...nunca soube de nada...continua trabalhando e ganhando muito dinheiro...mas cada vez tem menos tempo para a esposa que cada vez mais se aprimora na arte de ser uma vadia insaciável ao lado de meu sogro que continua um tarado incorrigível e também extremamente generoso com sua nora escrava sexual. Juntos já fizemos tantas loucuras sexuais que iria precisar de dois livros grossos para descrevê-las!rnMinha vida esta tão maravilhosa que pra ficar melhor seria quase impossível...mas nunca se sabe. RSS. rnrn-------------------------OTC....22-02-2011....CLUBEDOPRAZER1@HOTMAIL.COM-----------REV.-------------------------------------rn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

Sites Adultos

SELEÇÃO DE CONTOS