Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

FUI ESTUPRADA E GOSTEI!

Oi, meu nome é Summer, eu tenho 19 anos e vou contar um fato ocorrido ano passado..

Eu estava andando em umas ruas meio escuras, estava com medo, acelerei o passo para chegar logo em casa.. Percebi que havia um carro me seguindo..O cara que estava dentro começou a abaixar o vidro. Era uma noite de calor.. então eu estava com uma saia.. e uma blusinha meio decotada.. E o cara (que vou chamar de Eduardo ) começou a me chamar, e eu fingia que não era comigo.. Comecei a correr descendo a ladeira.. Mas ainda estava longe da minha casa... Olhei para ver onde estava o carro e percebi que ele estava com um amigo também..( que vou chamar de Marcos). Enquanto ele dirigia.. o amigo dele saiu e correu atras de mim.. Não deu tempo nem de pensar e o cara ja tinha me agarrado, segurando meus braços e tampando minha boca. Ele me colocou no carro, fechou os vidros e mandava eu ficar bem quietinha.. O carro andava em alta velocidade, eu chorava de medo. Eu e Marcos estavamos no banco de tras, ele sentado forçando a minha cabeça.. me obrigando a ficar deitada com a cabeça perto da pica dele.. Eu ja nao tinha mais forças para tentar fugir, ou gritar..

Depois de um tempo, Eduardo parou o carro, em um lugar que eu não conhecia. Nunca tinha visto. Parecia que não era mais o bairro onde eu morava.. Não tinha muita iluminação, quase não conseguia ver nada. Marcos e Eduardo seguraram nos meus braços e foram me levando para um lugar que parecia um galpão.. abandonado! Tinha um colchão no chão.. Eles me jogaram ali.. e pelo pouco de luz que tinha, eu vi eles abrindo suas calças. E foi ai que fiquei desesperada.. Comecei a gritar, ameacei fugir, mas eles ja estavam preparados.. Pegaram cordas e amarraram meus braços e amordaçaram minha boca para eu nao gritar! Eduardo me segurava enquanto Marcos ia tirando a calça e em seguida a cuéca.. Marcos mandou eu ficar de joelhos, arrancou a mordaça e colocou sua pica na minha boca. Eu estava com o rosto coberto de lagrimas.. Ele pressionava minha cabeça contra o pau dele e eu podia senti-lo na minha garganta! Ele não tinha dá.. Enfiava e tirava com força e rapido.. Eu sentia vontade de vomitar.. Marcos ja estava com o pau duro.. E me mandou ficar de 4.. Eu obedeci e fiquei com a bunda empinada para ele.. Achando que ele ia meter na minha xoxota. Mas não.. o filho da puta meteu a pica grossa e dura no meu cuzinho apertado... Eu gritei de dor, sentia aquela pica arrombando o meu cuzinho todo.. Doia muito.. E Marcos continuava enfiando..Enquanto isso, Eduardo baixou as calças e a cuéca e ficou de joelhos na minha frente.. E ordenou que eu chupasse o seu pau.. Eu comecei a chupá-lo, chupava inteiro, chupava suas bolas.. Ai Marcos tirou seu pau da minha bunda e começou a foder minha xoxota enquanto enfiava 2 dedos no meu cuzinho.. Eu não queria estar ali, mas eu me surpreendi quando gozei.. e percebi que estava gostando! Continuei chupando o pau de Eduardo.. Agora com mais vontade.. Mas eles ainda me tratavam como se eu fosse uma puta.. Marcos gozou seu leite branco e grosso na minha boca.. tirou seu pau pra fora.. E gozou o resto na minha cara.. Fiquei toda lambuzada, com seu gozo escorrendo pelo meu rosto... Senti Eduardo gozando dentro de mim.. Senti aquele liquido quentinho dentro da minha buceta e era tanto gozo que escorria pelas minhas coxas..

Mesmo depois de gozar, eles ainda queriam me foder mais.. Marcos me colocou deitada no colchão e mordia o bico do meu peito com força, como se fosse arrancá-los.. Enquanto Eduardo se preparava para também foder a minha buceta!

O pau de Eduardo era enorme.. maior do que o de Marcos.. e senti a minha buceta se arrombando.. Adorei a sensação.. Eduardo metia na minha buceta com toda a força, e Marcos mordia meu biquinho. Foi ai que Eduardo tirou seu pau da minha buceta, deitou no colchão, me colocou em cima dele...mas virada pra cima.. e começou a foder o meu cu.. Eduardo se aproveitou da situação e veio por cima de mim e começou a foder a minha buceta.. Eu não estava me aguentando de tanto tesão.. Eram dois paus enormes comendo a minha buceta e meu cu apertadinho..

Eu estava me deliciando.. Eduardo enquando fodia minha xoxota, dava tapinhas nela.. no meu clitoris.. Me chamava de puta, Eduardo cuspiu na minha cara..

Depois de gozarem de novo dentro de mim, e de me darem uns tapas fortes por todo o meu corpo.. Eles pegaram suas roupas, e entraram no carro..E foram embora... Me deixando ali.. sozinha.. no escuro.. toda arrombada e gozada..

Eu nunca tinha sido tratada desse jeito.. E nessa primeira vez.. Eu adorei.. Acho que realmente eu sou uma puta!





Quem gostou da minha histária comenta aqui e deixe e-mail se quiser me conhecer melhor.

Obrigada!

Beeijos

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS