Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

Viagem a Porto Seguro

Meu nome é Priscila e contarei o que aconteceu em uma viagem a Porto Seguro.

Era mês de julho e estava em férias da faculdade. Eu e 2 amigas combinamos de passar uma semana em Porto Seguro.
Chegamos em um sábado na parte da manhã e resolvemos ficar na piscina do hotel nesse primeiro dia.
Estávamos tomando sol e conversando quando a Francine falou " Toda mulher precisa transar com um negão e vir a Porto Seguro e não transar com um negão é a mesma coisa que não vir ".

Isso ficou martelando na minha cabeça o dia inteiro e a noite fomos para uma dessas barracas a beira mar que tens shows de dança.

Eu coloquei uma mini saia branca e por baixo, achei melhor colocar o biquíni para não ficar muito exposta. Ficamos em uma mesa conversando e o pessoal dançando e se divertindo. Levantei e fui para o meio da pista, fiquei meio que balançando pois não tenho o minimo jeito para dança, quando um negão alto, forte, com o corpo definido chegou perto de mim e começou a dançar na minha frente, logo ele pegou na minha mão e me puxou para perto dele, até achei que iria me dar um beijo mas ficou só segurando minha mão e aos poucos foi chegando perto de meu corpo, me abraçou e eu loirinha abraçada com aquele negão estava fazendo um contraste maravilhoso, ele junto bem seu corpo ao meu e pude sentir seu volume na minha barriga. Logo ele me soltou e continuou dançando pela pista e eu voltei para minha mesa. Não conseguia tirar os olhos dele e ele deve ter percebido.
Em um determinado momento, ele se aproximou da mesa e me pegando pelas mãos, me levou de volta para a pista e começamos a dançar bem pertinho. Ele me abraçou novamente e me deu um beijo na boca, de lingua, eu já estava entregue a ele, ele me beijava e passava as mãos pelas minhas costas até o limite da cintura. Como eu estava com uma blusa bem decotada nas costas, podia sentir suas mãos me fazendo carinho e seu pau estufado de duro na minha barriga. Ficamos assim durante um tempo quando ele perguntou se poderíamos ir para um lugar mais tranquilo, disse que sim e saímos da barraca e fomos até seu carro.
Entramos no carro e começamos a nos beijar, o carro estava em um lugar escuro onde ninguém conseguia nos ver. Seus carinhos foram avançando e ele começou a passar as mãos pelos meus seios por cima da blusa, logo ele colocou as mãos por dentro da blusa e começou a fazer carinhos deliciosos nos meus peitos, eu não conseguia resistir e comecei a passar a mão no seu pau por cima da bermuda. Ele foi intensificando seus carinhos e começou a descer a mão, até chegar na minha buceta, por cima do biquíni, colocou o biquíni de lado e começou a fazer carinhos no grelo, depois enfiou um dedo e mais um, eu estava louca e gozei nos dedos dele contorcendo meu corpo. Tirei seu pau para fora e mesmo no escuro sem conseguir ver direito, percebi que era enorme, o maior pão que minha mão já tinha segurado. Fiquei fazendo carinho e batendo para ele, quando ele me disse " Vamos para meu quarto ? ". Só disse que precisava avisar minhas amigas.
Entrei novamente na barraca e avisei que voltaria para o hotel de carona.
Voltei para o carro e partimos, acabei descobrindo que ele trabalhava em um hotel fazendo recreação e tinha um quarto, tipo chalé nesse mesmo hotel.

Entramos no quarto e eu sentei na beira da cama. Ele chegou perto e ficou na minha frente, em pé. Abracei ele pela cintura e senti seu pau duro no meu rosto. Abri sua bermuda e me deparei com uma cueca samba canção, abaixei a cueca e liberei seu pau, foi aí que pude ver o tamanho descomunal daquela maravilha, segurei com a mão e não resistindo, coloquei na boca, mal entrava na minha boca e comecei a passar a língua, devagar, com calma, curtindo cada pedacinho daquele monstro duro, enfiei a cabeça na boca e comecei a chupar, sugando a cabeça, passando a lingua e segurando o pau com a mão, quando ele disse " Que boquete é esse garota, vai devagar se não vou gozar na sua boquinha ". Isso me deixou louca e intensifiquei a chupada começando a sentir seu pau estufando e logo jatos de porra invadiram minha boca que não comportou tanta porra, escorrendo grande parte pelos meus lábios, caindo no chão. Fiquei chupando e fazendo carinho no seu pau até amolecer na minha boca e ficar limpinho.

Quando tirei seu pau da minha boca, ele me deitou na cama e começou a baixar meu biquíni e tirou minha mini saia, eu tirei minha bulsa e fiquei peladinha. Ele subiu seu corpo e começou a me beijar, descendo sua boca pela meu pescoço, seios, barriga até chegar na minha buceta que estava enxarcada. Começou a me chupar o grelo e enfiar um dedo dentro da minha buceta, me deixando louca de tesão, depois enfiou mais um dedo e logo senti ele colocando um dos dedos dentro e com o outro, lambuzado com meu suco ele ía passando na entradinha do meu cú, assim que ficou bem lubrificado, ele começou a enfiar o outro dedo e fiquei com um dedo na buceta o outro no cú e sua lingua chupando meu grelo, eu não aguentei mais, segurei sua cabeça e comecei a gozar, meu corpo se contorcia, gozei como louca e afastei sua cabeça pois sua lingua já estava dando choques em mim.

Ele deitou ao meu lado e começamos a nos beijar. Passava a mão pelo seu corpo e cheguei até seu pau, fiquei fazendo carinho e logo desci para chupar ele novamente. Ele ficou duro na minha boca e comecei a subir o corpo para me penetrar, disse que só com camisinha. Ele foi até uma gaveta, pegou a camisinha e vestiu seu pau enorme. Chegou com ele perto da minha buceta e eu pedi para ele ir devagar. Ele encostou a cabeça e foi entrando bem devagar, abrindo minha buceta como nunca tinha sido aberta, até parecia minha primeira vez, ele foi entrando e parecia que estava na minha garganta. Entrou tudo e me senti completamente penetrada, cheia de pau. Ele dava umas estacadas de leve bem no fundo e começou a tirar um pouco e colocar de volta, ficou fazendo esse movimento durante um tempo até chegar com a cabeça na entradinha da buceta e enfiar inteiro. Nesse momento senti que estava costumada com o tamanho e cheia de tesão, pedi para ele me comer de verdade, queria ser fudida por aquele pau enorme. Ele começou a estocar e me segurou pelos ombros, ajudando os seus movimentos. Ele me fudia com força e comecei a sentir meu orgasmo chegando, comecei a fazer carinhos no grelo e ele percebeu que eu iria gozar, aumentando um pouco mais seus movimentos na minha buceta. Gozei igual uma égua no cio e senti ele estocando o fundo da minha buceta, seu pau estufando, ele deu um urro e também gozou. Ainda ficou um tempo dentro de mim até seu pau amolecer. Ele tirou seu pau de dentro de mim e deitou ao meu lado. Dei um tempo para me recompor e disse que precisava tomar uma duxa.
Fui até o banheiro, entrei no box, coloquei a mão na minha buceta e senti ela aberta mas satisfeita com o tamanho daquele pau. Estava terminando de me lavar e ele também entrou no box, eu logo sai e fui para o quarto. Ele também saiu do box e eu até achei que tinha terminado mas ele me encontrou no quarto ainda enrolada na toalha, me abraçou e começou a me beijar, me deitou na cama novamente e beijando meu corpo inteiro, chegou na minha buceta. Começou a me chupar e novamente lubrificou meu cuzinho enfiando um dedo nele como se estivesse preparando para a penetração.
Ele levantou e pegou mais uma camisinha, vestiu seu pau, chegou perto do meu ouvido e disse, a loirinha vai dar o cuzinho para o negão ? Eu disse que estava acostumada mas nunca tinha dado para um pau daquele tamanho. Ele me disse que iria bem devagar, com muito carinho e se doesse é só avisar. Perguntei se ele tinha algum lubrificante ele ele tinha, pegou e começou a lubrificar meu cuzinho, enfiando um e depois dois dedos nele. Eu já estava louca para sentir aquele pau, meu cú coçava lá no fundo querendo uma penetração profunda.
Eu estava deitada e ele levantou minhas pernas me deixando igual um frango assado, começou a passar o pau na entradinho do meu cuzinho e tentava enfiar, meu cu resistia e a penetração estava complicada. Foi quando eu pedi para ele deitar. Agaixei sobre ele de costas para ele e comecei a descer com meu cu no seu pau, ele segurava o pau e eu fui enfiando, sentia meu cu alargando e foi entrando, eu controlava a penetração devagar até que senti ele inteiro dentro de mim. Comecei a subir e descer devagar até me acostumar, sentei nele e senti seu pau inteiro dentro do meu cu.
Já estava acostumada com o tamanho do seu pau.
Levantei, fiquei de quatro do seu lado e pedi. Vem me comer gostoso.
Ele veio por trás, colocou seu pau na entrada do meu cu e foi penetrando, indo e vindo até entrar inteiro. Foi quando disse " me fode gostoso ", come sua loirinha putinha ", vem me foder. Ele não aguentou ouvir isso e começou a fuder rápido e cada vez mais rápido, me fudendo de verdade. Eu sentindo meu cu completamente cheio de pau, maluca com aquele pau enorme me enrabando. Comecei a sentir meu orgasmo chegando e levei a mão até meu grelo, fazendo movimento masturbatório até gozar deliciosamente naquele pau enorme que estava arrombando meu cu. Logo senti o pau dele estufando e como fez na minha buceta, ele deu uma estocada no fundo e gozou na camisinha, dentro do meu cu.
Dessa vez, falei para ele tirar seu pau pois meu cu estava ardido.
Ele tirou o pau e deitou do meu lado.
Depois de um tempo, eu levantei e fui ao banheiro me lavar, passei o dedo pelo meu cu e senti ele completamente aberto, fiquei até com receio pois teria que colocar biquíni no dia seguinte e poderia aparecer.
Voltei para o quarto e comecei a colocar a roupa, falei para ele me levar para o hotel pois eram quase 4 horas da manhã e eu precisava voltar.
Ele me levou para o hotel e acredito que os recepcionistas devem ter percebido algo pois eu não conseguir andar com minhas pernas fechadas normalmente. Sentia minhas pernas meio abertas.

Durante a semana eu encontrei com ele novamente mas isso fica para um próximo relato.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS