Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

WEBCAM NO ESTACIONAMENTO DO SHOPPING

Me chamo Amy (nome fictício), Sou casada e estou tendo a mais de 4 meses uma aventura virtual com um homem muito especial. Procuramos em nossos contatos quase diários, ativar nossa libido com ideias inusitadas de como podemos nos curtir através da Webcam. Um dia tivemos a oportunidade de por em prática uma de nossas loucuras.rnrnAquele dia seria especial. A expectativa de fazer mais uma coisa inusitada me animava. A excitação tomou conta de mim desde o momento em que escolhi a roupa que iria usar: um vestido soltinho e fácil de movimentar.rnrnTomei um banho demorado, desses que a gente explora o corpo todo, fui ensaboando e escorrendo meus dedos por todas as partes. Me demorei nos seios, gosto deles, apalpei, massageei, apertei, os bicos ficaram durinhos, bons para serem chupados, para umas mordidinhas, mas tive que me contentar com alguns beliscões.rnrnA água escorria por todo o meu corpo e com os olhos fechados acariciei minha barriga,ao redor do meu umbigo, minhas coxas e a parte interna delas. Quando meti meu dedo na minha bucetinha, ela já estava molhada, mas não por causa da água, mas pelo tesão que estava sentindo. Com movimentos circulares, fui usando meus dedinhos, me abrindo, me curtindo muito.rnrnMinha sensibilidade estava a mil e consegui gozar bem gostoso.rnrnSaí para trabalhar relaxada e, no carro, não parava de pensar no meu encontro de logo mais. Minha buceta lavada e cheirosa já estava molhada de novo, ela antecipava o gozo que estava por vir.rnrnMeu dia foi longo, as horas, os minutos e segundos demoraram a passar, por várias vezes, me peguei abrindo minhas pernas e tocando na minha bucetinha. Acariciava-a e a pressionava lentamente, foi um tal de cruzar pernas...rnrnFinalmente, hora de sair, porém, antes, fui ao banheiro e tirei a calcinha. A sensação de sair do escritário sem ela foi excitante.rnrnNo carro, examinei algumas possibilidades de onde colocar o celular. Me dirigi a um estacionamento de um Shopping e procurei uma vaga num local mais reservado.rnrnAguardei ansiosa e medrosa, mas cheia de tesão.rnrnNo horário combinado, ?ele? entrou no Skype.rnrnApesar do medo que eu estava sentindo, consegui ficar à vontade. Impressionante como ele me deixa assim. rnrnMesmo com o perigo de ser vista por outras pessoas, comecei a me mostrar pela webcam e procurei tirar o máximo de prazer daquele encontro. As posições ficaram limitadas à visibilidade de quem passava. Por três vezes, o segurança passou de moto no local. Nada impediu meu desejo de curtir aquele momento.rnrnEu podia vê-lo, mas não conseguia teclar nem ver suas mensagens. Mas seu olhar guloso estava lá e a língua tão desejada também. Essas imagens me fizeram sentir ainda mais tesuda, pois, mesmo que virtualmente, estava sendo desejada, lambida, comida.rnrnAbri as pernas. Abri o máximo que eu pude. Meus dedinhos sabem como me agradar. Meu tesão era imenso e eu esfregava meu grelinho durinho. Metia os dedos na minha bucetinha, um, dois, três, forçando e penetrando, sentindo eles ficarem encharcados.rnrnMeus dedos lambuzados da minha excitação me fizeram tirá-los da minha buceta e colocá-los na minha boca. Chupei eles. Que gosto bom eu tenho !!!rnrnSenti o cheiro do meu sexo forte e meus movimentos ficaram mais acelerados. Enfiava até o fim.rnrnGemi baixinho, fiquei com as pernas trêmulas. O gozo veio de uma forma deliciosa. A sensação não poderia ter sido melhor.rnrnLencinhos de papel são úteis nesses momentos.rnrnFantasia realizada, de ambos. Bom demais. Nossa intimidade nos tornou cúmplices e essas brincadeiras sá fazem aumentar nosso desejo.rnrnGostei desse perigo !!!

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS