Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

VIAGEM A PORTO SEGURO II

Olá,rnrnNão tinha passado pela minha cabeça que essa seria uma viagem com tanta sacanagem.rnTransei com aquele negro gostoso no sábado, a Luciana transou com ele na segunda feira e aqui começa a segunda parte dessa sacanagem.rnrnEra quinta feira, eu e a Francine voltamos mais cedo para o hotel, a Luciana ficou na praia e voltaria sá no começo da noite.rnEu e a Francine sentamos na beira da piscina e logo ela deitou em uma espreguiçadeira e pegou no sono.rnFiquei brisando, logo olho no bar da piscina e quem vejo ? Aquele negro maravilhoso tomando uma água. Como quem não quer nada, cheguei perto dele e começamos a bater papo. Depois de uns 19 min sem ele tomar iniciativa, não me contive e falei: " precisamos terminar o que começamos no sábado. " Ele topou, então dei o número do meu quarto e pedi para ele ir para lá em 19 min, assim não dava muito na cara.rncheguei no quarto e fui tomar uma duxa, coloquei um biquini e fiquei esperando, logo batem na porta, fui atender e era ele.rnAssim que abri a porta e ele entrou, logo me abraçou e começou a me beijar, foi passando as mãos pelo meu corpo, cada curva, alisando tudo e tirou o laço da parte superior do biquini, passou a mão em meus seios e veio chupá-los, fiquei com os bicos duros, estufados e senti minha bucetinha ficando molhada. Ele começou a me empurrar de leve até a cama, senti e depois deitei. Ele veio por cima e senti seu pau duro como ferro, me encochando e ele cupando meus seios, beijando meu pescoço e me deixando louco. Ele foi descendo seu corpo e tirou meu biquini, fiquei nua, assim, começou a beijar minhas pernas e chegou com a boca na minha bucetinha, lambeu, chupou e começou a dar um trato no meu grelinho, enfiando um, depois dois dedos na buceta e logo depois no meu cuzinho, estava entregue, rebolando e comecei a gozar, me contorcendo e gemendo.rnDei uma relaxada de leve, enquanto ele tirava sua camiseta, logo coloquei a mão em seu pau, sentindo aquela vara enorme, desci sua bermuda e saltou um caralho imenso, ele de joelhos na cama, com aquele pau em riste, sá naquela hora com a claridade do dia que vi deireito o tamanho, parecia um jumento, tinha uma veia que saltava ao meus olhos, era lindo, cai de boca e comecei a passar a lingua na cabela, lambendo cada pedaço e deixando ele inteiro molhado, brilhando.rnEle não me deixou chupar até gozar, me deitou na cama e pegou uma camisinha em sua mochila, vestiu seu pau e direcionou a minha buceta, encharcada e se abrindo para ele. Encostou a cabeça daquela rola na entradinha da minha buceta, abrindo passagem, enfiou um pouco e tirou, mais um pouco e tirou, e foi assim, até entrar inteiro e senti ele como se estivesse na minha garganta, deixou um pouco lá dentro e foi estocando, devagar e aumentando a velocidade, começou a tirar e colocar até iniciar uma foda com força, indo e vindo dentro de mim, me fudendo de verdade, eu gemia, rebolava e levantei as pernas, ficando de franguinho, segurando meus joelhos, ele pegou um travesseiro e colocou embaixo da minha lombar, me levantando e ficou de joelhos na cama, a penetração parecia mais profunda e comecei a acariciar meu grelo, anunciando que iria gozar, ele bombou com muita força e assim que percebeu meu gozo, urrou e enfiou tudo, gozando como um animal, meu corpo retesou e travei ele dentro de mim, apertando aquele pau, sentindo ele estufado na minha buceta. Depois que gozou, ainda se mexeu mais um pouco dentro de mim e caiu deitado ao meu lado, todo suado, escorrendo.rnDisse para ele que precisava de uma duxa, ele falou para eu ir que ele iria logo depois.rnFui para o banheiro e me lavei, quando terminei, ele entrou no banheiro e foi tomar sua duxa, voltei para o quarto e deitei, de bundinha para cima, relaxando. rnEle chegou a quarto e me encontrou nessa posição, foi até sua mochila e pegou um dubinho de áleo e um KY. Perguntei, veio preparado heim ? Ele disse, antes de vir para cá, passei na farmacia...rnEle começou a passar o áleo em minha bundinha, abri as pernas e fiquei esperando. Ele passava sem pressa, acariciando e as vezes chegando perto de minha buceta que logo começou a ficar molhada. Ele pegou 2 travesseiros, coloqcou ao meu lado e me virou na cama, deitei em cima dos travesseiros e fiquei com minha buceta exposta, ele passou mais áleo e começou a acariciar de leve minha buceta, com uma das mãos passava na entradinha e com o dedo da outra mão no meu grelo, estava ficando louca mas queria ver até onde iria quilo. Ele ficou nesse movimento algum tempo e logo depois chegou no meu cuzinho, já imaginava que ele não iria deixar passar, colocou um dedo, com carinho, devagar, indo e vindo e depois mais um, eu me abria toda, estava me sentindo uma égua no cio. Ele colocou uma camisinha, veio por cima de mim e imaginei uma penetração anal. Para minha surpresa, ele começou a enfiar na minha bucetinha, com muita calma, parecia mais uma massagem. Eu com os travesseiros embaixo de mim, com a bundinha empinada e aquele pau enorme na minha buceta, ele começou a lubrificar meu cuzinho, enfiando os dedos com muito KY, misturando com o áleo, me deixando bem lambuzada. Ele deitou sobre mim, encostando seu peito em minhas costas e disse, agora vou comer seu cuzinho gostoso. Eu não disse nada, apenas me preparei e ele tirou seu pau de minha buceta e direcionou para meu cú, encostou a cabeçona e começou a forçar, dessa vez não teve muita dificuldade e ainda disse, se acostumou com o negão ? Eu, para não ficar para trás, olhei para ele e abri minha bundinha, disse, enfia esse caralho no meu cú e fode sua putinha, vem... Ele foi enfiando, até entrar inteiro, fui levantando, queria ficar de 4 e empinei meu rabo para ele. Ele começou a me foder, eu sem parar de acariciar meu grelo, empinei o cú o máximo que podia e recebi aquele caralho no cú. Rebolava e ele fodia, indo e vindo e logo gozei. Ele continuou a me foder e dizer palavras em meu ouvindo me deixando excitada mais ainda e disse, ma arromba, deixa meu cú todo aberto, quero ser uma puta safada hj. Ele começou a por e tirar inteiro e eu abrindo minha bundinha, sentindo meu cuzinho sendo rasgado e feliz.. Meu cú estava arrombado com suas investidas, ele me fudeu e logo percebi que iria gozar novamente, gozei feito uma louca, rebolei, contrai meu corpo, arrepiei, não sabia mais o que fazer. Gozei como toda femea merece gozar. Ele não tinha gozado ainda e estava indo e vindo devagar, quando disse, vou gozar... Eu disse, na minha boca e o negro ficou louco, tirou seu pau de meu cu, tirou a camisinha e cai de boca, ele mirou seu pau e começou a gozar, suguei, chupei e não deixei escapar uma gotinha,engolindo tudo.rnrnDessa vez foi ele ao banheiro primeiro e fiquei relaxando, coloquei os dedos no meu cuzinho e senti o estrago, estava arrombada, com meu cú aberto, esfolado mas feliz.rnrnEle chegou e deitou ao meu lado, fui ao banheiro tomar uma duxa, fui limpar meu cuzinho e percebi o ronbo, ainda estava aberto, entrava o dedo sem dificuldade, eu colocava o dedo dentro e pressionava meu cú para fechar, me limpei e quando estava me enchugando, ouvi a campainha, sai do banheiro e abri a porta, era a Francine.rnEla viu o negro e me puxou para dentro do banheiro, me perguntou se tinha dado novamente para ele, disse que sim, então perguntou se tinha dado o cuzinho, respondi que sim. Ela me disse, estou com muito tesão, falei, vai lá boba, da para o negão tambem.rnrnVoltamos para o quarto e ele estava se trocando, quando falei, minha amiga quer provar vc... Coloquei um biquini e fui ao bar do hotel.rnDemorei uma meia hora e retornei para o quarto. Quando cheguei lá, a Fran estava na beirada da cama, com os pés no chão, levando aquela pica enorme no rabo... Não demoraram muito a gozar e foram tomar banho. Nosso negro lindo foi embora, não sem antes nos dar um beijo de lingua maravilhoso.rnEu e a Fran começamos a conversar e ela me xingou de tudo que foi nome, me disse seu cú estava arrombado e não sabia o que dizer quando encontrasse seu marido. Eu ri muito.rnrnEspero um dia encontrá-lo novamente.

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS