Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

TRANSANDO NO CARRO EM MOVIMENTO EM PLENA IMIGRANTE

Vou contar uma histária verdadeira que aconteceu comigo na semana passada (dia 28agosto) que considero a maior loucura da minha vida. Contarei a loucura em detalhes, preservando somente os nomes.rnParte 1 ? Delícia de transarnA Fernanda é morena, baixa, com uma bunda arredondada bem empinadinha muito gostosa, seus seios grandes e volumosos com uns mamilos de fazer inveja á qualquer mulher, sempre durinhos como se estivesse com uma pedra de gelo o tempo todo sobre eles, é casada e mora no litoral. Eu também casado, moro em São Paulo ? Capital e nos conhecemos através de um site de relacionamento e nos identificamos demais na cama. Ela realmente me leva á loucura, me realiza, quando estamos juntos o mundo pára ao nosso redor. Muita sorte a minha... rsrnAcontece que depois de um tempo sem nos vermos, resolvemos nos encontrar novamente, ela veio á São Paulo e fomos á um Motel na região da Av. Ricardo Jafet numa suíte duplex MARAVILHOSA (aliás, essa é minha exigência... gosto de lugares bons). Entramos na suíte e já fui logo beijando ela demoradamente, acariciando seu corpo e percebí que ela estava um pouco tímida... não pensei duas vezes e já fui logo me esfregando nela (eu a essa altura já estava sá de cueca), enquanto a beijava, comecei a acariciar seus peitos, os coloquei para fora e comecei a mamar bem gostoso... percebi que ela estava se soltando e continuei a passar a língua ao redor dos mamilos, mordiscava com carinho enquanto isso minha mão deslizava pelo seu corpo chegando até sua bucetinha... Percebi que já estava molhadinha, continuei chupando seus mamilos enquanto colocava dois dedos na sua buceta, ela começou a gemer e senti que estava gozando nos meus dedos... que delícia... De repente aquela mulher que no início estava tímida, me deitou na cama e começou a chupar meu pau... diga-se de passagem, é uma de suas especialidades... ela chupava com muita vontade, engolia ele todinho, punhetava pra mim de vez em quando e chupava minhas bolas... ás vezes descia lambendo minha virilha chegando ao meu cú... que delícia, já não estava mais aguentando e pedi para ela parar, pois estava pra gozar. Ela ignorou o meu pedido e com uma voz de safada, bem gostosa ainda com parte do meu pau na boca me pediu: "Me dá seu leitinho... goza na minha boca"... ao ouvir isso não aguentei e disparei um jato de porra na sua boca que se espalhou pelos seus lábios, nariz e todo o rosto... QUE TESÂO... depois disso ainda ficou alguns minutos lambendo meu pau até que ele ficasse mole. Depois disso, tomamos uma cerveja, demos um tempinho e eu subi na parte superior do Motel (solarium) para encher a hidro e tomar um banho, em seguida ela veio tomou um banho e enquanto ela tomava banho eu estava sentado na beira da hidro admirando aquele belo corpo, ela se esfregava, passava a mão em seus deliciosos mamilos, depois ensaboou sua bucetinha gostosa e em sua bunda arrebitadinha... percebi que ela sacou que eu estava admirando seu corpo e ela começou a se esfregar com uma certa malícia sá para me provocar... depois do banho ela colocou o roupão e pediu para ver o meu, pois achava que o dela estava muito grande. Começamos ali uma brincadeirinha de um tentar tirar o roupão do outro e eu me aproveitei da situação e comecei a agarrar ela por trás, ela tentava se esquivar depois virava de frente pra mim e eu á essa altura já estava com meu pau latejando novamente de tanto tesão, em um dos movimentos, peguei ela no colo e levei á beira da hidro (tinha um colchão como se fosse uma cama ao lado da hidro), coloquei ela sentada nesse colchão e comecei a lamber sua buceta, ela já estava toda molhada de novo então como eu ainda não tinha metido naquela bucetinha ainda, resolvi meter bem gostoso. Ela deitada nesse colchão com as pernas abertas, começamos a meter a posição "frango assado"... começamos devagar, eu dava leves estocadas na buceta dela e ela gemia pedindo pra eu meter mais forte, cada vez que eu metia ela gemia e começou a gemer cada vez mais alto enquanto eu metia cada vez mais forte na sua buceta... que tesão de buceta, que tesão de mulher... enquanto metia podia ver seus peitos balançando de um lado para outro e ela me olhava com cara de satisfeita, safada... de repente ela avisou que ia gozar e eu pude sentir seu gozo no meu pau.... ela gritava igual uma louca... que tesão MARAVILHOSO.... quando vi que ela acabara de gozar, comecei a colocar um dedo no seu cú, enquanto metia na sua buceta com muito tesão, enfiava um, ás vezes dois dedos no seu cú, percebi que ela estava gostando da brincadeira e gemia cada vez mais, até que não pensei duas vezes, tirei meu pau da sua buceta, pois já estava lubrificado com seu gozo e metí devagar no seu cú, percebi que no começo doeu um pouco, por isso fui com muito carinho, comecei devagar, lubrificava um pouco mais com saliva e fui colocando cada vez mais, assim ele foi entrando, entrando, passou a cabeça e aí percebi que ela já estava pronta pra receber minha tora. Comecei um movimento de vai e vém, ela ainda na posição de frango assado, ás vezes de olho fechado, outras de olho aberto me olhando com uma cara de quem estava gostando daquilo, assim metí sem dá naquele cuzinho apertadinho, e gostoso... ficamos nesse movimento por mais uns 19 minutos até que cansamos daquela posição. Descemos as escadas e fomos para a cama novamente. Na cama começamos um 69 muito gostoso, enquanto ela me chupava com muita volúpia, hora engolindo meu pau, hora lambendo sá a cabecinha, isso já me deixava cada vez mais louco até que ela com a língua massageou minhas bolas e começou a lamber meu cú... juro que nunca tinha sentido tanto tesão na minha vida e enquanto isso eu retribuía todo aquele tesão, eu chupava bastante seu clitáris, minha língua brincava com ele enquanto meus dedos brincavam com sua bucetinha... que bucetinha gostosa... comecei a lamber seu cú também, passava a língua ao redor, enfiava ela no seu cú e com meu queixo, forçava seu clitáris, percebi que isso a deixava cada vez mais louca e sá não gemia mais, pois estava com meu pau todinho na sua boca. Depois de brincar assim por mais alguns minutos, eu estava deitado na cama e ela se levantou e sentou no meu pau de costas pra mim. Segurando nas minhas pernas começou a cavalgar no meu pau bem gostoso, ela subia e descia e eu ficava admirando aquela bunda gostosa e aquela bucetinha gostosa que entrava e saia do meu pau... depois de alguns minutos metendo nessa posição ela parou e me pediu "Me come de quatro" o qual prontamente atendi seu pedido. Coloquei ela de quatro, apoiada na cabeceira da cama e comecei a bombar em sua bucetinha. Metia com muita força e enquanto metia, ficávamos nos olhando pelo espelho da lateral... ela com uma cara de safada de quem estava sendo muito bem fodida e eu com uma cara de satisfeito, de quem (se fosse possível) ficaria naquela brincadeira a noite inteira. Metemos mais alguns minutos nessa posição até que ela não aguentou e gozou de novo no meu pau... mais uma vez pude sentir o líquido gostoso do gozo dela no meu pau... minutos depois eu avisei que iria gozar... o qual, pra minha surpresa ela me pediu "Goza nos meus peitos"... Naquele momento eu fui á loucura... tirei meu pau rapidinho de sua buceta, enquanto isso ela deitou na cama e ficou olhando pro meu pau enquanto eu batia uma punheta até gozar gostoso nos seus peitos... deitamos abraçadinhos, ela com uma cara de safada, realizada e eu satisfeito com tudo aquilo, estávamos exaustos pelo exercício que acabamos de fazer. Resolvemos nos vestir para ir embora, afinal eu ainda o levaria até o Litoral e é aí que começa a nossa MAIOR LOUCURA.rnrnParte 2 ? Ela é louca... cavalgando no meu pau enquanto eu dirigia em plena Imigrantes.rnEssa parte da histária é a que considero realmente a MAIOR LOUCURA da minha vida! Me arrisquei por prazer, mas valeu a pena.rnEstávamos ainda na suíte quando aconteceram algumas coisas desagradáveis no motel e eu fiquei bastante chateado com a situação, pra completar recebi uma ligação de trabalho que me deixou mais nervoso ainda e ficamos alguns minutos no carro sem trocarmos uma palavra... era como se nossa transa MARAVILHOSA que havíamos acabado de ter não tivesse tido tanto valor... ficamos numa situação meio estranha e aí começou nossa loucura... Tinha acabado de pegar a Rodovia dos Imigrantes no sentido Litoral quando a Fernanda começou a me olhar de uma forma diferente, senti que ela queria dizer algo, mas não falava e para quebrar o gelo, me disse que tinha adorado nosso encontro, mas, que ainda estava faltando alguma coisa... eu achei estranha aquela conversa e perguntei, "O que ficou faltando?" Ela não me respondeu no momento e como um ato de impulso, começou a passar sua mão em minha perna, sua mão alisava minha perna desde a minha coxa até chegar ao meu pau que ainda estava mole. Sá de sentir aquela mão suave nas minhas pernas, alisando o meu pau por cima da calça, já comecei a me excitar... ela tirou a mão do meu pau e começou a se tocar, baixou a blusa e com uma mão ela se tocava e com a outra, levantava o práprio seio fazendo com que seu mamilo fosse até sua boca e enquanto chupava seu mamilo, batia uma e gemia... que delícia ver aquela cena... ela gemia de tesão, me olhava com uma cara de safada estava quase perdendo a direção sá de ver aquela cena. De repente ela parou de se masturbar, passou o cinto por trás dela, desabotoou minha calça e meu cinto fazendo com que meu pau ficasse á mostra, sem exitar colocou ele na boca e começou a chupar com muita vontade... como disse, essa é uma especialidade dela e com os movimentos da boca, engolia todo meu pau, depois subia lambendo a cabeça e ficava vários minutos sá massageando ele e chupando bem gostoso... eu não estava aguentando mais, já eram quase 19hrs e estava escuro, ela com a boca no meu pau ainda dizia: "Pára o carro!!!" e me pediu mais algumas vezes... Como eu estava dirigindo, sei que a Rod. dos Imigrantes tem diversas câmeras de monitorização e basta um carro parar no acostamento por 05 minutos que já chega um guincho da concessionária da rodovia, portanto, era muito arriscado por isso, disse á ela que não iria parar. Pra minha surpresa, ela se levantou, tirou a calça e a calcinha, me olhou e disse: "Quero sentar no seu pau agora! Pára o carro!" Disse a ela que não podia parar, pois a Rodovia era monitorada... etc... mas ela insistiu em dizer: ?Quero sentar no seu pau agora!? Naquele momento eu fui á loucura, não pensei duas vezes, coloquei meu carro no piloto automático (vou detalhar um pouco para vocês entenderem a posição): Meu carro é um importado que tem a alavanca de câmbio em cima (junto com a chave de seta), é automático e tem piloto automático. Isso facilitou nossa loucura. Ela imediatamente sentou no meu colo de frente pra mim, (com o carro em movimento á mais ou menos 80Kmshora), encaixou meu pau na sua buceta e começou a cavalgar devagar... foi aumentando o ritmo e cavalgando bem gostoso enquanto eu olhava o trânsito por cima do seu ombro e ás vezes ela esquecia que eu estava dirigindo e cavalgava bem forte, interrompendo toda minha visão, para isso, tinha que me esforçar pra ver o trânsito através do seu ombro. Ficamos metendo assim durante uns 19 minutos até que a posição começou a incomodar ela que saiu do meu colo e voltou para o seu banco.rnContinuamos a viagem por mais ou menos meia hora até que chegamos ao Litoral práximo á sua casa. Como não sabia onde ela morava, ela foi me guiando até que chegou numa rua mais ou menos movimentada e paramos. Eu já ia abrir a porta pra ela descer quando ela disse, ?vamos pro banco de trás?... eu não acreditei naquilo e quando fui responder ela já estava sentada no banco traseiro, totalmente nua e me chamando. Imediatamente pulei para o banco de trás do carro, ela novamente colocou meu pau na sua boca até que ele ficasse duro novamente, depois sentou no meu pau e começou a cavalgar bem gostoso... ela pulava, gemia enquanto eu chupava seus mamilos. Pude perceber que algumas pessoas passavam perto do carro e não entendiam o que estava acontecendo (não viam nada pois meu carro tem os vidros escuros)... ela saiu de cima de mim e me disse, "Me come de quatro"... ficou de quatro pra mim, com aquela bunda maravilhosa, eu com um pé no chão e o outro de joelho no banco, coloquei meu pau na entrada da sua buceta e comecei a dar estocadas bem fortes pois meu tesão era tanto que não estava aguentando... metí muito nela naquela posição até que ela avisou que ia gozar mas queria que eu metesse no seu cú novamente... tirei meu pau da sua buceta, lubrifiquei ele e a entrada do seu cú, coloquei meu pau novamente naquele cú maravilhoso que me deixa louco sá de lembrar... comecei a meter bem gostoso no seu cú, ela gemia e com a mão se masturbava... aquela posição pra mim era MARAVILHOSA... metí durante alguns minutos até que não aguentei e avisei que iria gozar... ela gemia alto e avisou que também estava gozando... como estávamos sem camisinha, não pensei duas vezes... enchi seu cú com minha porra enquanto ela gozava junto comigo... sá tive certeza que ela gozou, pois vi seu gozo no banco do carro (ainda bem que é de couro)... caímos extasiados, exaustos, cansados mas satisfeito com o nosso encontro.rnConfesso que já me masturbei diversas vezes depois desse dia sozinho no meu carro, sá de lembrar dessa situação. Impossível entrar no meu carro e não lembrar dessa loucura.rnFernanda, realmente você me leva á loucura!!!!!!!!!!rnrnSe quiserem mais detalhes desse conto, meu e-mail é eduf.piano@gmail.comrnrn

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS