Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

ENSINANDO AOS FILHOS A ARTE DO INCESTO



Oi, meu nome é Natali Barreto e depois de ler muitos contos, cheguei a conclusão que poucos são verdadeiros.

Sou casada, tenho 45 anos, sou uma mulher normal, não tenho um corpo escultural, sou de estatura mediana, seios fartos e uns quilinhos acima do peso, tenho um casal de filhos gemeos de 20 anos.

Sempre tive tesão em meus filhos, e quase estou conseguindo convencer meu marido a transar com os dois, pois eu ja transo ( sem ele saber é claro ). Comecei a estimular indiretamente aos meus filhos transarem entre si e eu logicamente fazia vista grossa sá esperando que sobrasse para mim frutos. Tudo começou a 2 anos atrás . Certo dia estave lendo contos de incesto e minha filha entrou no quarto e começou a ler junto comigo. Certo momento ela me perguntou se aquilo era normal? Eu disse a ela que era absolutamente normal a transa entre familiares, porem era cercada de hipocrisia e ninguem nas familias geralmente admitem fazer sexo com o pai ou mãe e irmão, porem quando fazem não admitem e quando não fazem, morre de vontade de fazer.

Ela me respondeu se eu não ficaria chateada se ela transasse com o pai dela? Respondi que o pai dela era um dos que ainda mantinham este tabu, e que era preciso ainda moldalo para o incesto, mas que se ela quisisse, poderia dar para o irmão dela. E como vou fazer isto mãe? Eu lhe respondi: seu irmão vive pelos quartos batendo punheta, vendo você pelo buraco da fechadura do banheiro, cheirando suas calcinhas etc.., voces dormem no mesmo quarto, seu pai esta viajando esta semana, porque você hoje não coloca uma camisola bem curta e transparente, sem calcinha e dorme descoberta? tenho certeza que ele não vai resistir.

Boa idéia mãe e vai ser hoje.

A noite ela fez o combinado e dito e feito ele começou a passar a mão nela que estava finjindo que estava dormindo, depois começou a chupar sua buceta, depois a fode-la.Quando estavam no auge da transa, resolvi entrar em cena, abri a porta do quarto e peguei-os em um suposto e combinado flagrante, e falei : o que esta acontecendo aqui?

Meu filho ficou sem palavras e vermelho, porem tratei logo de tranquiliza-lo e falei: tudo bem meus filhos, isso é normal acontecer em familia, mas eu tinha duas condições: a primeira era que eu tambem queria participar e a segunda era que seu pai não poderia saber.

Naquela noite ensinei varias coisas a eles e transamos como loucos. O meu tesão de ter meu proprio filho fudendo a minha buceta e meu cu, enquanto eu chupava a buceta da minha filha é indescritivel.

Hoje continuamos a transar, e meu marido começou a participar, mas isso é outra histária.

Gostaria de receber e-mails sinceros e sem hipocrisia de mães e filhos que viveram ou vivem situações semelhantes a minha, e afirmar para os leitores que incesto é muito bom e muito mais frequente do que vocês imaginam. Na europa, em países como a Italia, Portugal e França o incesto tambem um assunto meio proibido, porem estremamente praticado nas familias.

Mães, vamos dividir experiências. Me escrevam

Um abraço a todos

Natali Barreto



E-mail= natali-barreto@bol.com.br

VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS