Aviso: Voltamos Envie seu Conto estamos aguardando, recupere sua senha caso ja foi cadastrado antes !
Já está liberada a área de Cadastro de contos. Cadastre-se e evie-nos o seu conto

MINHA INFANCIA

MINHA INFANCIA



DESDE OS MEUS 06 ANOS DE IDADE, PERIODO EM QUE EU ME LEMBRO, EU SEMPRE FICAVA DURANTE A SEMANA, COM O MEU TIO PADRINHO E A MINHA TIA, PORQUE OS MEUS PAIS ESTAVAM PARA A FAZENDA QUE ERA UM POUCO DISTANTE DA CIDADE.

OS MEUS TIOS NAO TINHAM FILHOS E EU ME LEMBRO QUE O MEU TIO PADRINHO SEMPRE ERA MUITO CARINHOSO COMIGO. ELE ME ABRAÇAVA E ME ACARICIAVA MUITO.

EU GOSTAVA POIS SEMPRE ELE ME DEFENDIA QUANDO O MEU PAI CHAMAVA A MINHA ATENÇAO POR QUALQUER MOTIVO.

O MEU TIO SEMPRE ME SENTAVA NO COLO DELE, MESMO NA PRESENÇA DO MEUS PAIS, E EU ME LEMBRO QUE EU SENTIA UMA COISA DURA, QUE FICAVA PULSANDO NA MINHA BUNDA, MAS EU NAO SABIA O QUE ERA.

CERTO DIA EM QUE EU ESTAVA SOZINHA COM O MEU TIO, POIS A MINHA TIA TINHA IDO AO MEDICO, ELE ME DISSE QUE QUERIA VER SE EU TINHA PIOLHOS, PORQUE O MEU CABELO ERA GRANDE.

ME SENTEI NO COLO DELE E SENTI NOVAMENTE A COISA PULSANDO, E O MEU TIO PROCURAVA PIOLHOS NA MINHA CABEÇA, E EU SENTIA ELE RESPIRANDO MUITO RAPIDO E OUTRA COISA DIFERENTE ERA QUE ELE PROCURAVA PIOLHOS MAS SEGURAVA NA MINHA CINTURA ESFREGANDO A MINHA BUNDA NO COLO DELE.

ELE ME CHAMAVA DE MINHA LINDINHA, GOSTOSINHA E EMPURRAVA A MINHA BUNDA PARA CIMA.

DE REPENTE ELE PARECIA TER PASSADO MAL, POIS ELE ME APERTOU COM FORÇA E EU SENTI UM COISA MOLHADA NA BUNDA, JA QUE EU ESTAVA DE SHORT DE MALHA FININHA, ENTÃO O MEU TIO PERGUNTOU SE EU QUERIA FAZER ALGO MAIS GOSTOSO.

QUANDO EU FALEI QUE SIM ELE TIROU O MEU SHORT E ABAIXOU A MINHA CALÇINHA E ABRIU A ROUPA DELE COLOCANDO UMA COISA GRANDE E VERMELHA PARA FORA.

ELE COLOCOU A MINHA MAO NA COISA GRANDE E VERMELHA QUE ESTAVA DURA E GROSSA E FALOU: SE VC ALISAR A MINHA ROLA ELA VA SOLTAR UM LEITINHO.

EU FIQUEI CURIOSA E TENTEI ALISAR A ROLA DELE, MAS EU NAO SABIA FAZER. ENTAO ELE ME ENSINOU.

NO INICIO, EU ME ATRAPALHEI TODA, POIS NUNCA TINHA FEITO AQUILO, MAS ELE ME ENSINOU COMO FAZER E LOGO EU JA A ESTAVA FAZENDO DE UMA MANEIRA QUE PARECIA QUE ELE GOSTAVA,POIS ELE GEMIA MUITO.

ELE PEGOU A MINHA MAO E FAZIA MAIS RAPIDO E DISSE QUE O LEITINHO IA SAIR E EMPURRAVA A MINHA BOCA PARA A ROLA DELE, MANDANDO EU ABRIR A BOCA.

ABRI A BOCA E ELE COLOCOU A ROLA DENTRO DELA E O LEITINHO SAIU.

EU ME ENGASGUEI COM A QUANTIDADE DE LEITINHO E PELO FATO DE SER A PRIMEIRA VEZ.

ELE SE LEVANTOU COM AQUELA ROLA AGORA JA MOLE MAS GRANDE AINDA E DISSE: A SUA TIA E OS SEUS PAIS PODEM BRIGAR COM VC SE A GENTE FALAR SOBRE ISSO.

FIQUEI COM MEDO E DISSE QUE NUNCA FALARIA.

A MINHA TIA CHEGOU E NEM PERCEBEU NADA.

QUANDO O MEUS PAIS CHEGARAM DA FAZENDA, A NOITE ESTAVAMOS TODOS NA CASA DO MEU PADRINHO E ELE ME COLOCOU NO COLO NA FRENTE DE TODOS E A ROLA DELE FICOU DURA DE NOVO, MAS NINGUEM PARECIA PERCEBER O QUE ESTAVA ACONTECENDO.

ELE ME APERTAVA NO COLO DELE ENQUANTO PARECIA BRINCAR COMIGO, E SOMENTE EU SENTI AQUELA ROLA DURA SE ESFREGANDO NA MINHA BUNDA.

FOMOS EMBORA, EU E OS MEUS PAIS, E AO CHEGARMOS NA NOSSA CASA O MEU PAI DISSE QUE PRECISAVA CONVERSAR COMIGO.

SENTAMOS E ELE FALOU QUE AS CONDIÇOES ESTAVAM DIFICEIS E QUE PRECISARIA FICAR MAIS TEMPO NA FAZENDA E QUE EU MORARIA COM OS MEUS TIOS.

EU ACHEI EXCELENTE, POIS COMO EU FICAVA SEMPRE POR LA SERIA NORMAL.

NO OUTRO DIA, UM DOMINGO OS MEUS PAIS ME LEVARAM PARA A CASA DOS MEUS TIOS PADRINHOS.

O MEU TIO FICOU SUPRFELIZ E ME ABRAÇAVA MUITO, MESMO NA FRENTE DOS MEUS PAIS.

ASSIM QUE OS MEUS PAIS FORAM EMBORA PARA A FAZENDA, O MEU TIO FALOU AGORA VC ALEM DE MINHA AFILHADA SERA A NOSSA FILHA. .

PARA MIM ERA COMUM, POIS EU JA FICAVA LA MESMO DURANTE A SEMANA E NAO TINHA IDEIA DO QUE ESTAVA ACONTECENDO.

NO OUTRO DIA PELA MANHA JA ACORDEI COM O MEU TIO ME CHAMANDO DE MINHA FILHINHA GOSTOSINHA, O PAPAI VEIO DEITAR COM VC.

ELE SE DEITOU COMIGO E EU SENTI QUE ELE ESTAVA COM A ROLA NA CUECA, MAS DURA E EU PERGUNTEI PELA MINHA TIA, NO QUE ELE RESPONDEU QUE ELA TINHA IDO PARA A RUA POIS IRIA FAZER ALGO NO BANCO PARA ELE E QUE DEMORARIA MUITO.

ELE TIROU A MINHA CALCINHA E FOI ALISANDO A MINHA PERERECA LISINHA.

COMEÇOU A MOLHAR O DEDO ENFIAR NELA BEM DEVAGAR. ERA MUITO GOSTOSO.

COLOCOU A ROLA PARA FORA DA CUECA E PEDIU PARA EU PEGAR NELA DO MESMO JEITO DO OUTRO DIA, POIS TINHA MAIS LEITINHO.

EU PEGUEI NA ROLA DELE QUE ESTAVA DURA NOVAMENTE E PARECIA QUERER PULAR NA MINHA MAO.

ELE FOI VIRANDO NA CAMA E DE REPENTE EU SENTI A LINGUA DELE NA MINHA PERERECA E ELE ENFIAVA ELA NA BUCETINHA E ERA MUITO GOSTOSO, AO MESMO TEMPO ELE COLOCOU A ROLA DELE NA MIMHA BOCA E EU CHUPAVA.

ELE EMPURRAVA MAIS RAPIDO NA MINHA BOCA E O LEITINHO SAIU NOVAMENTE, SO QUE AGORA EU TOMEI BASTANTE.

ELE SE DEITOU DO MEU LADO E CONTINUOU A ALISAR AMINHA BUCETINHA ATE QUE EU SENTI UMA COISA MUITO GOSTOSA, PARECIA QUE EU EWSTAVA ME DERRETENDO TODA, UMA VONTADE DE FAZER XIXI, UMA MOLEZA GOSTOSA, ERA O MEU PRIMEIRO ORGASMO.

ELE ME ENCOSTOU NO PEITO DELE E FALOU QUE EU PODIA DESCANSAR MAS CONTINUOU A ALISAR A MINHA BUCETINHA.

DE REPENTE EU PERCEBI QUE O QUE ALISAVA A MINHA BUCETINHA ERA A ROLA DELE.

ELE FOI SE AJEITANDO E COLOCOU A CABEÇONA DA ROLA DELE NA PORTA DA MINHA BUCETINHA.

ELE EMPURRAVA BEM DEVAGAR E COMEÇOU UMA DORZINHA.

QUANDO EU RECLAMEI ELE PAROU E CHUPOU NOVAMENTE A MINHA BUCETINHA.

TORNOU A DEITAR SOBRE MIM E TORNOU A COLOCAR A ROLA DELE NA MINHA BUCETINHA.

EMPURROU OUTRA VEZ E A ROLA ESTAVA ENTRANDO, DOIA MAS ERA GOSTOSO.

O TEMPO TODO ME CHAMAVA DE MINHA FILHINHA GOSTOSA E ME BEIJAVA NA BOCA E CHUPAVA OS MEUS BICOS DOS PEITOS.

ELE ENFIOU A ROLA TODA E FICOU COLOCANDO E TIRANDO ATE FICAR MAIS RAPIDO.

A MINHA BUCETINHA ESTAVA ARDENDO, MAS ELE PARECIA PASSAR MAL, POIS ELE RESPIRAVA COM DIFICULDADE, PARECIA CANSADO E ME DISSE QUE IA GOZAR.

ELE TREMEU TODO E DISSE QUE ESTAVA GOZANDO.

EU SENTI A ROLA DELE MAIS GROSSA E CUSPINDO DENTRO DA MINHA BUCETINHA.

QUANDO ELE TIROU A ROLA DELE DE DENTRO DA MINHA BUCETINHA, SAIU UM POUCO DO LEITINHO QUE EU TINHA TOMADO ANTES.

ELE FALOU QUE ERA PARA A GENTE TOMAR BANHO.

FOMOS TOMAR BANHO E AI EU VI A ROLA DELE TODINHA DE PERTO.

ERA GRANDE MESMO MOLE E QUANDO EU ESTAVA OLHANDO PARA ELA, A ROLA FOI FICANDO DURA E GRANDE OUTRA VEZ.

ELE COLOCOU A ROLA NA MINHA MAO OUTRA VEZ.

A MINHA BUCETINHA ESTAVA DOENDO MUITO E ELE FOI PEGAR UMA POMADINHA PARA PASSAR NELA.

QUANDO ELE PASSAVA A POMADINHA NA MINHA BUCETINHA, EU SENTI QUE ELA PAROU DE DOER MAS ESTAVA FICANDO QUENTINHA

ELE APROVEITOU E PASSOU A POMADINHA NO MEU CUZINHO TAMBEM.

ME ENCOSTOU NA PAREDE DO BANHEIRO E COLOCOU A ROLA NA MINHA BUNDA.

ABRIU A MINHA BUNDA E ENCOSTOU A CABECONA DA ROLA NO MEU CUZINHO, QUE ESTAVA DIFERENTE, POIS EU NEM SENTIA ELE MAIS.

ELE BEIJOU A MINHA BOCA E EMPURROU A ROLA NO MEU CUZINHO.

ENTRAVA COM DIFICULDADE MAS ELE ME SEGURAVA FIRME PELA CINTURA E SEMPRE EMPURRAVA.

DE REPENTE EU SENTI UMA VONTADE GRANDE DE CAGAR E ELE FALOU QUE ESTAVA TODO DEMTRO DO MEU CUZINHO DE FILHINHA GOSTOSA

ELE COLOCAVA E TIRAVA ATE QUE ME DISSE QUE IA GOZAR.

ELE ME EMPURRAVA NA PAREDE DO BANHEIRO E EU FICAVA DE PE PORQUE ELE ME SEGURAVA PELA CINTURA E PELA ROLA, QUE PARECIA UJMA ESTACA NA MINHA BUNDA.

ELE GOZOU E O LEITINHO ESCORREU PELAS MINHAS PERNAS.



VISITE NOSSOS PARCEIROS

SELEÇÃO DE CONTOS